Reduzindo o risco da ansiedade da separação do seu cão após a quarentena

Jack Russel Terrier looking out of a window
Os cães podem sofrer de ansiedade de separação a qualquer momento, mas o isolamento devido à pandemia de COVID-19 podem torná-lo um problema mais comum.

 Se você tem passado muito mais tempo em casa, seu cão, sem dúvida, gostou deste tempo com você. E se você adotou um cão durante este período, a única rotina que ele conheceu foi a atual – da quarentena. O desafio surge quando seu cão precisa começar a passar mais tempo sozinho em casa. Alguns cães aceitam mudanças em sua rotina e ausências de seus donos. Mas, para outros, esta nova ausência pode causar ansiedade de separação, o que é angustiante para os cães e seus donos

O que é ansiedade de separação?

Ansiedade de separação é quando os cães acham estressante ficar longe das pessoas às quais estão mais ligados. Eles podem ficar extremamente ansiosos e essa angústia pode se revelar em uma ampla gama de comportamentos. Veja abaixo alguns dos sintomas a serem observados.

Por que os cães desenvolvem ansiedade de separação?

Você pode achar que é improvável que seu cão desenvolva ansiedade de separação ou pode se surpreender ao notar que de repente ele começou a se comportar de maneira diferente. A dificuldade é que há uma série de fatores que podem causar ansiedade de separação em cães e a causa principal pode ser difícil de identificar.

Alguns cães começam a ficar ansiosos se houver uma mudança repentina em sua vida, como mudar para uma nova casa ou família. Ou se de repente começarem a passar muito menos tempo com seus tutores do que costumavam, como quando as pessoas voltam a sair para trabalhar após um período de isolamento. Até a perda de outro animal de estimação pode causar ansiedade de separação.

Por mais tentador que seja desfrutar de muito tempo com nossos cães agora, é importante estabelecer uma rotina previsível. Uma rotina consistente que lhes permita prever o que vai acontecer a seguir ajudará muito na redução do estresse.
Author
— Alexandra Moesta, Board Certified Veterinary Behaviourist, Researcher at Royal Canin Médica-Veterinária especialista em comportamento, Pesquisadora na Royal Canin

Outros fatores contribuintes são relacionados ao histórico do cão. Alguns cães que já sofreram de ansiedade, por exemplo, são mais suscetíveis a serem afetados novamente. Portanto, sempre vale a pena pensar em como quaisquer mudanças em sua vida ou na vida de seu cão podem afetá-los e deixá-los ansiosos.

Sintomas de ansiedade de separação em cães

É importante prestar atenção ao comportamento do seu cão, pois alguns sinais de ansiedade da separação podem começar antes mesmo de você sair de casa. Você também pode utilizar uma câmera para registrar o comportamento do seu cão enquanto você estiver fora.

 

Os sinais típicos de ansiedade de separação em cães incluem:

  • Seguir você pela casa.
  • Tentar te seguir ao você sair de casa.
  • Latir ou choramingar quando você sai ou depois de ir embora.
  • Ficar perto da porta pela qual você saiu.
  • ndar de um lado para o outro ou não conseguir descansar enquanto está fora.
  • Comportamentos destrutivos, como mastigar ou destruir coisas quando estão sozinhos.
  • Reagir a ruídos quando eles estão sozinhos que não os preocupariam como quando você estiver em casa.

Outras coisas a serem observadas, que podem parecer menos relacionadas à ansiedade de separação, mas ainda podem indicar que seu cão está sofrendo disso, são:

  • Perda de apetite.
  • Sujar a casa quando estão sozinhos, mesmo que sejam treinados.
  • Ficar ofegante e babando.
  • Comportamentos obsessivos ou de repetição, como lambeduras excessivas.

Seu cão pode fazer algumas dessas coisas até certo ponto quando você está em casa. Mas, se eles têm ansiedade de separação, esses comportamentos vão se tornar muito piores quando eles são deixados sozinhos.

É fundamental que um filhote ou um novo cão aprendam a lidar com o fato de ficar sozinho. Isso pode ser conseguido deixando-os por curtos períodos, para começar, mesmo em uma parte diferente da casa
Author
— Waltham Pet Care Science Institute

Como ajudar um cão com ansiedade de separação 

O primeiro passo - fale com o seu médico-veterinário

Se você suspeita que seu cão tem ansiedade de separação, é importante enfrentá-la. Não só porque é impraticável para você ficar em casa para sempre, como também é muito difícil para o seu cão sofrer dessa forma.

Além disso, os sinais que você está atribuindo à ansiedade de separação podem, na verdade, ser causados por uma condição médica. Portanto, o primeiro passo, se você acha que seu cão tem ansiedade de separação, é marcar uma consulta com o veterinário.

O que levar com você ao médico-veterinário

Faça uma lista dos tipos de comportamento que você percebeu que o fazem pensar que seu cão tem ansiedade de separação, com detalhes de quando esse comportamento tende a acontecer. Também será útil para o seu veterinário se você puder fazer algumas filmagens dos tipos de comportamento que seu cão tem apresentado.

É provável que seu médico-veterinário faça perguntas como::

  • Há quanto tempo você é tutor do seu cão?
  • Quem costuma estar em sua casa e quando?
  • Os comportamentos estão relacionados à saída de uma pessoa específica ou quando seu cão está totalmente sozinho?
  • Sua rotina mudou e, em caso afirmativo, como?
  • Houve outras mudanças, como você mudar de casa?
  • Houve uma ausência em sua casa recentemente?
  • Você tem outros pets?
  • O seu cão veio de uma ONG ou abrigo de resgate?

As respostas a essas perguntas ajudarão seu veterinário a determinar se seu cão tem ansiedade de separação ou se alguma outra coisa é o problema.  

Treinamento de ansiedade de separação para cães

A prevenção é melhor do que remediar quando se trata da ansiedade de separação. Então, vamos dar uma olhada em algumas coisas que você pode fazer agora para preparar seu cão para quando você sair de casa com mais frequência e por longos períodos. Essas abordagens também podem ajudar se seu cão já estiver mostrando sinais de ansiedade de separação.

Crie uma rotina consistente e previsível

Se você está em isolamento ou trabalhando em casa mais do que o normal, é tentador passar muito tempo com seu pet. Mas estabelecer uma rotina que se pareça mais com a vida antes do isolamento, ou como sua rotina será quando as restrições relaxarem, será mais benéfico para seu cão. Uma rotina consistente permite que seu cão preveja o que acontecerá a seguir e ajuda muito a reduzir seus níveis de estresse.

Comece a passar mais tempo separados

A rotina que você criar deve incluir algum tempo para o seu cão ficar longe de você e de qualquer outra pessoa da casa. Isso pode ser em uma parte diferente do quintal, atrás de um portão para pets, em uma sala separada ou deixando-os em casa quando você sair por um curto período. É importante garantir que seu cão tenha tudo de que precisa para se sentir confortável enquanto você estiver fora.

Enquanto você estiver fora, certifique-se de fornecer brinquedos ou esconder comida pela casa para ajudar seu cão a se sentir confortável em seu ambiente doméstico e dar-lhe algo para fazer
Author
— Alexandra Moesta, Board Certified Veterinary Behaviourist, Researcher at Royal Canin Médica-Veterinária especialista em comportamento, Pesquisadora na Royal Canin

Saia e chegue calmamente

Sempre mantenha seus “olás” e despedidas discretos. Quando seus rituais de saída e de volta ao lar envolverem o mínimo de barulho, ajudará seu cão a entender que sua ausência não é nada com que se preocupar. Despedidas e abraços prolongados à porta podem aumentar sua ansiedade. Embora seja melhor não fazer muito barulho ao chegar em casa, lembre-se de dar a seu pet bastante atenção e carinho quando vocês estiverem juntos.

Praticar em casa

Enquanto você fica mais em casa, é um bom momento para ensinar seu cão a ir para a cama quando você mandar. Além disso, certifique-se de reforçar os comportamentos calmos quando estiver em casa. Da próxima vez que seu cão estiver relaxando na cama, por exemplo, elogie-o por estar calmo e talvez até dê um petisco saboroso.

Certifique-se de que eles permanecem ativos

Antes que seu cão fique algum tempo sozinho, certifique-se de que ele fez exercícios o suficiente. Se eles estiverem um pouco cansados, é mais provável que tirem uma soneca enquanto você estiver fora ou, pelo menos, achem mais fácil relaxar.

Spaniel sitting on dog bed inside house
O exercício pode ajudar a melhorar o humor e a gastar energia reprimida. Como uma observação, o exercício também foi associado a um BDNF mais alto no cérebro, o que pode ser uma das muitas razões pelas quais o exercício é tão benéfico.
Author
— Alexandra Moesta, Board Certified Veterinary Behaviourist, Researcher at Royal Canin Médica-Veterinária especialista em comportamento, Pesquisadora na Royal Canin

O fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) é uma proteína presente em áreas do cérebro que está associada ao humor, emoção e cognição.

Peça ajuda

Planeje com antecedência se você necessitar ficar fora de casa por mais tempo. Você pode ajudar a administrar a transição para seu cão estabelecendo uma rede de pessoas que podem ajudar. Família, amigos, passeadores de cães e escolinhas ou creches podem ajudar a suavizar a mudança para seu cão. Certifique-se de começar a usar o apoio deles antes da mudança em sua rotina, para que seu cão tenha a chance de se acostumar com eles.

Por quanto tempo você deve deixar seu cão sozinho?

Se seu cão está sofrendo de ansiedade de separação, ou se você tem passado muito tempo em casa com eles, pode ser necessário começar com períodos mais curtos de separação. Você também pode começar deixando ele um tempo sozinho enquanto ainda estiver por perto - em outra sala, por exemplo. Assim que seu cão se sentir confortável em ficar sozinho, você pode estender gradualmente o tempo que ficará fora.

Se o seu local de trabalho permite que os funcionários tragam animais de estimação para o escritório, isso pode ser útil para limitar a quantidade de tempo que seu cão passa sozinho em casa. No entanto, é importante lembrar que seu cão ainda pode precisar de um tempo sozinho, então, quando não puder ser levado para o escritório, ele estará totalmente preparado para a situação.

Dicas para deixar seu cão sozinho em casa

As sugestões a seguir podem ajudar quando você começar a passar mais tempo longe de seu cão.

Use atividades de enriquecimento ambiental

Tente usar brinquedos de alimentação ou esconder comida pela casa enquanto estiver fora. Isso dará ao seu cão algo para fazer, estimulará seu cérebro e permitirá que ele expresse seus comportamentos naturais. Comece devagar e permita que seu cão se acostume com os brinquedos de alimentação enquanto você estiver por perto, antes de dar a eles um para usar quando estiverem sozinhos.

Deixe seu cheiro

Ao deixar seu cão sozinho, certifique-se de que ele tenha um lugar tranquilo e confortável para descansar com um brinquedo especial. Você também pode deixar um cobertor ou peça de roupa com seu cheiro, pois isso pode ajudar a confortá-los.

Deixe uma TV ou rádio ligado

Se você deixar uma TV ou rádio ligado ou tocar alguma música enquanto estiver fora, isso também pode ajudar a acalmar seu cão. Isso fará com que a casa pareça menos silenciosa na sua ausência.

Verifique a dieta do seu cão

Às vezes, a nutrição pode ajudar os cães a se adaptarem a situações estressantes e manter seu equilíbrio emocional. Converse com seu médico-veterinário sobre qual dieta pode ser certa para seu pet. 

Fala com um especialista

Se seu cão tem ansiedade de separação, não se culpe e não tente lidar com isso sozinho. Certifique-se de entrar em contato com seu médico-veterinário primeiro se achar que há um problema. Eles podem então encaminhá-lo para um especialista em comportamento animal, que pode lhe dar suporte extra com orientação especializada. E lembre-se, qualquer abordagem que você tente, prevenir ou reduzir a ansiedade de separação do seu cão requer muita paciência e amor. Portanto, seja gentil consigo mesmo e com seu cão.

  • Bem-estar geral
Artigos relacionados
Adult Bernese Mountain Dog standing outdoors on a snow footpath.

Cuidados com seu cão no clima frio

Adult Beagle running in water.

Mantendo seu cão fresco no verão

Alimentando seu cao

Alimentando seu cão