Como manter o sistema digestivo do seu gato saudável

Gato Maine Coon adulto deitado em um piso de madeira
Gatos e seres humanos têm sistemas digestivos muito diferentes. É importante entender isso para que você possa ajudar a prevenir problemas digestivos em seu gato e identificar quando os problemas surgirem. O que parece delicioso para você pode causar um distúrbio digestivo crônico ou até ser tóxico para gatos.

Como a digestão dos gatos se diferencia da dos humanos?

Ilustração da língua de gato

Paladar

Os gatos têm poucas papilas gustativas, cerca de 475, em comparação com os seres humanos, que têm cerca de 9.000, e os cães, com 1.700.1 Isso significa que os gatos podem sentir o gosto amargo, acidez, salgado e umami, mas não podem sentir o sabor doce. No entanto, o sabor é importante para os gatos, uma vez que aroma e sabor estão frequentemente relacionados. Os gatos podem sentir o cheiro das características olfativas do alimento através do nariz e da parte de trás da garganta.

Ilustração de boca de gato

Mastigação

Um gato tem dentes afiados para cortar e rasgar e mandíbulas que não se movem para os lados. Comparados aos seres humanos, que mastigam longamente o alimento, os gatos não passam muito tempo mastigando. Eles usam os dentes posteriores para mastigar o alimento, o que pode afetar a função digestiva, pois o alimento chega ao estômago em pedaços.

Ilustração de tigela de gato

Hora da alimentação

Os gatos têm estômagos muito menores do que os seres humanos ou os cães. Isso, associado com a história dos gatos como caçadores solitários, significa que, em vez de comer duas ou três porções maiores, os gatos comem muitas refeições pequenas ao longo do dia. Os gatos também podem ser sensível a ambientes movimentados e podem ser facilmente incomodados quando estão comendo, por isso é importante que eles comam lugares calmos e quietos para evitar impacto negativo na ingestão de alimentos.

Ilustração de embalagem de alimento para gatos

Dieta

Os humanos são onívoros e é recomendado que 60-65% de nossa dieta seja de carboidratos secos. Os gatos, por outro lado, são carnívoros e podem funcionar sem esses altos níveis de carboidratos. Em vez disso, eles precisam de uma dieta mais rica em proteínas do que os humanos e podem precisar de mais gorduras.


Uma pergunta comum é quanto tempo leva para os gatos digerirem os alimentos? Nos gatos, levar apenas 12 a 24 horas para que a comida se mova pelo intestino, em comparação com a digestão em seres humanos, que pode levar até cinco dias.2

Uma análise mais de perto do sistema digestivo de um gato

Assim como acontece com cães e seres humanos, cada elemento do sistema digestivo de seu gato tem um papel a desempenhar na decomposição dos alimentos e na absorção dos nutrientes de que necessita. Ele também contém bactérias benéficas, chamadas microbiota, para manter o intestino saudável e muitas células do sistema imunológico para proteger a saúde geral.

O sistema digestivo de um gato pode ser particularmente sensível e pode ser facilmente prejudicado por mudanças repentinas na dieta, por exemplo. Ele também foi projetado para que os gatos comam com mais frequência e façam refeições menores. Muitos gatos visitam a tigela de comida várias vezes ao dia e comem apenas uma pequena quantidade por vez. Para evitar que seu pet ganhe peso, é importante estar ciente das porções diárias e dividir isso em pequenas refeições.

Estômago Cólon Intestino grosso Fígado Intestino delgado

Nutrientes importantes para a digestão de seu gato

Cada elemento do alimento do seu gato pode desempenhar um papel apoiando seu delicado sistema digestivo e, por sua vez, sua saúde geral. Para obter orientação sobre a melhor dieta para seu gato e suas necessidades ou sensibilidades específicas, é sempre melhor perguntar ao seu médico-veterinário. Mas vamos analisar os principais nutrientes e fatores que são importantes para o sistema digestivo de cada gato.

Ilustração de um frango cozido

Proteína

A proteína é vital para a dieta de seu gato. Ele precisa de uma dieta mais rica em proteínas do que cães ou humanos, mas ela pode causar problemas se não for facilmente digerível. A proteína também contém taurina, da qual os gatos precisam para o bom funcionamento do organismo, mas não podem produzir por si próprios.

Ilustração de uma beterraba

Fibra

A fibra pode ser crucial para ajudar seu gato a manter um sistema digestivo saudável. Uma dieta com alto teor de fibras pode, por exemplo, prevenir a formação de bolas de pelos e estimular movimentos intestinais regulares. Prebióticos são fibras que ajudam seu gato a absorver os nutrientes de que necessita dos alimentos. Os prebióticos também incentivam o equilíbrio certo da microbiota para apoiar a saúde digestiva de um gato e gerenciar quaisquer sensibilidades.

Ilustração de gordura

Gorduras

A gordura é uma valiosa fonte de energia para os gatos. Eles também precisam da gordura para o funcionamento saudável de certos órgãos, como a pele. No entanto, muita gordura pode ser difícil para seu gato digerir e pode levar à obesidade.

Ilustração de um peixe

Vitaminas

As vitaminas D e A são essenciais para a dieta de seu gato, pois ele não pode criá-las sozinhas e são essenciais para sua saúde.

Ilustração de grãos

Carboidratos

Os carboidratos não são tão importantes para os gatos quanto para os humanos, mas podem fornecer energia. Fontes de carboidratos altamente digeríveis, como o arroz, podem ser úteis para gatos com problemas digestivos.


Como compreender problemas digestivos dos gatos

Como o sistema digestivo de um gato é tão delicadamente equilibrado, pode ser particularmente sujeito a problemas. Fatores que podem causar mal-estar digestivo no gato incluem alterações na dieta, estresse/ansiedade e problemas de saúde subjacentes.

Problemas digestivos comuns em gatos

Parasitas

Parasitas microscópicos podem se estabelecer nos intestinos de seu gato e causar diarreia grave, que pode levar à desidratação e perda de peso, sem mencionar o desconforto abdominal. Fale com seu médico-veterinário se você acha que seu gato tem parasitas, pois ele pode prescrever medicamentos para ajudar a eliminá-los.

Bolas de pelos

Para gatos que vivem em ambientes internos, bolas de pelos podem ser um problema comum, pois o ato de se lamber é uma de suas atividades principais. Quando os gatos se lambem, eles engolem os pelos soltos que geralmente saem nas fezes. No entanto, se houver excesso de pelo, eles não poderão digeri-lo adequadamente e isso formará uma bola de pelo que dificulta a digestão. Você pode ajudar escovando seu gato regularmente para remover o excesso de pelo e garantindo que a dieta dele tenha a combinação certa de fibras para eliminar os pelos que ele engoliu.

Doenças inflamatórias

Se um ou mais órgãos do trato digestivo do gato ficarem inflamados, isso poderá causar desconforto e outros problemas. Os efeitos podem incluir vômitos e diarreia crônicos, perda de peso e alteração do apetite. Eles podem até ter um grande aumento no apetite ao tentar obter os nutrientes de que precisam.

Sinais a serem observados

Se você acha que seu gato tem problemas digestivos, há vários aspectos a serem observados, incluindo:

  • Diarreia ou constipação.
  • Vômitos ou regurgitação de alimentos ou bola de pelos.
  • Mau hálito ou flatulência frequente.
  • Relutância ou dificuldade para comer ou aumento do apetite.
  • Perda de peso.
  • Pelagem seca, opaca e quebradiça.
  • Sinais de dor abdominal.

Pergunte ao seu médico-veterinário

Se você achar que seu gato tem mal-estar estomacal ou problema digestivo, é importante falar com seu médico-veterinário. Ele pode fazer verificações importantes para identificar as possíveis causas dos problemas. E também pode orientar sobre quaisquer mudanças que você precise fazer, incluindo na dieta de seu gato, para ajudar a resolver os problemas e o desconforto que ele sente.

Como escolher os alimentos certos para o sistema digestivo saudável de seu gato

Quer você ache que seu gato tem problemas digestivos ou não, sempre vale a pena pedir orientação ao médico-veterinário sobre o melhor alimento para ele. Há uma grande variedade de alimentos para gatos altamente digeríveis disponíveis para atender às necessidades específicas de cada animal de estimação – de gatos de ambiente interno com necessidades menores de energia a gatinhos com estômagos tipicamente sensíveis.

1 Enciclopédia de gatos, 2017, Royal Canin, p254

2 Everything you need to know about the role played by Nutrients for the health of Cats & Dogs, Pr Dominique Grandjean, 2006, Royal Canin SAS

  • Saúde por meio da nutrição
Artigos relacionados
Cão da raça Jack Russell Terrier adulto deitado em ambiente interno no chão de madeira

Como manter o sistema digestivo do seu cão saudável

Cão pequeno em ambiente interno ao lado de uma tigela de comida vermelha

Devo alimentar meu cão com comida caseira?

Fábrica da Royal Canin na França

Segurança alimentar para animais de estimação: Perguntas a fazer ao seu fabricante

Pastor Alemão adulto e gato da raça Abissínio em pé em preto e branco sobre um fundo branco

A abordagem da Royal Canin quanto à nutrição

Na Royal Canin, concentramos nossos esforços na compreensão das necessidades exclusivas de gatos e cães. Tudo o que fazemos é projetado para criar fórmulas nutricionais precisas adaptadas para apoiar a saúde e o bem-estar contínuos dos animais. Saiba mais sobre nossa abordagem científica quanto à nutrição de animais de estimação.

Nossa abordagem nutricional
Inline Image 11

Navegue por nossas seleções de produtos

Cada fórmula da Royal Canin foi criada para fornecer nutrição sob medida para as necessidades do seu pet, dependendo da raça, da idade, do estilo de vida ou das sensibilidades. Navegue pela linha completa de produtos e descubra como podemos ajudar seu pet a aproveitar a melhor saúde possível.

Explore as linhas