Como ajudar cães e gatos a viver uma vida mais saudável.

Controle de peso: Meu pet precisa?

Aproximadamente 52% dos gatos apresentam sobrepeso ou obesidade, uma das doenças que mais afetam pets atualmente. Fatores como nutrição inadequada, pouca atividade física e predisposição genética contribuem para aumentar o risco da obesidade em gatos. O excesso de peso reduz a qualidade e a expectativa de vida do animal, além de contribuir com o surgimento de doenças como diabetes, complicações ortopédicas e cardiorrespiratórias.

Veterinary Health Nutrition — Controle de Peso
Um gatol adulto

Mas afinal, meu pet está acima do peso?

Nós sabemos o quanto cada detalhe importa e a aparência do seu pet pode dizer muito sobre sua composição corporal.

66% dos tutores não reconhecem a obesidade ou o sobrepeso em seus pets.
Por isso, ficar atento aos sinais é essencial, e a Royal Canin te ajuda a observá-los ainda melhor.

Gatos

Utilize a pontuação abaixo para descobrir se seu gato está acima do peso ideal.

1 Muito magro

  • Costelas, coluna lombar e ossos pélvicos facilmente visíveis.
  • Não se nota gordura corporal.
  • Perda evidente de massa muscular.

Gato muito magro

2 Muito magro

  • Costelas, coluna e ossos pélvicos facilmente visíveis.
  • Sem gordura palpável.
  • Perda mínima de massa muscular.

Gato muito magro

3 Muito magro

  • Costelas facilmente palpáveis e podem ser visíveis sem gordura palpável.
  • Apófise da coluna lombar visível.
  • Cintura e reentrância abdominal evidentes.

Gato muito magro

4 Ideal

  • Costelas facilmente palpáveis com mínima camada de gordura.
  • Cintura facilmente notada quando vista por cima.
  • Reentrância abdominal evidente.

Gato com peso ideal

5 Ideal

  • Costelas facilmente palpáveis sem camada de gordura em excesso.
  • Cintura notada quando vista por cima.
  • Abdômen recolhido quando visto de lado.

Gato com peso ideal

6 Acima do Peso Ideal

  • Costelas palpáveis com leve excesso de camada de gordura.
  • Cintura evidente quando vista de cima mas não é proeminente.
  • Reentrância abdominal aparente.

Gato acima do peso ideal

7 Sobrepeso

  • Costelas palpáveis mas com dificuldades, camada de gordura espessa.
  • Depósitos de gordura na região lombar e base da cauda.
  • Cintura quase imperceptível.
  • Reentrância abdominal pode estar ausente.

Gato com sobrepeso

8 Obeso

  • Costelas não palpáveis sob uma camada espessa de gordura
  • Depósitos de gordura na região lombar e base da cauda
  • Ausência de cintura
  • Possível distensão abdominal

Gato obeso

9 Obeso

  • Grandes depósitos de gordura no tórax, coluna, base da cauda, pescoço e membros
  • Ausência de cintura
  • Distensão abdominal evidente

Gato obeso

Como evitar? Saiba como controlar o peso do seu pet.

Médico-veterinário

Tudo começa na consulta com o médico-veterinário

Levar seu gato para check-ups regulares é essencial. O médico-veterinário poderá prevenir ou identificar o excesso de peso e indicar soluções específicas para o caso do seu pet.

Pet

A atividade física ajuda na prevenção e perda de peso

Exercícios físicos regulares são fundamentais para o bem-estar do seu pet. Para os gatos, um ambiente com árvores próprias, comedouros em locais de difícil acesso e dispensers de alimento tipo quebra-cabeças incentivam o exercício e movimentação diária. Para animais com excesso de peso, a intensidade e duração da atividade física devem ser recomendadas e acompanhadas pelo médico-veterinário.

 

Alimento 

A alimentação faz toda a diferença

Oferecer ao seu pet uma alimentação adequada, na quantidade certa, é extremamente importante. Isso vai garantir o balanço ideal de calorias e nutrientes para o seu gato — e disso a Royal Canin entende muito bem. Alguns alimentos ou petiscos extras podem colaborar no ganho de peso do seu pet. É necessário levar em consideração as calorias dos petiscos e oferecer uma dieta equilibrada.

 

Tabela de calorias de alimentos não recomendados para gatos

*Acima da ingestão calórica normal diária para um gato de 4 kg.
** Valor equivalente a uma fatia de pizza de 200 kcal para uma pessoa com ingestão diária de 2.000 kcal.

Linha completa Satiety

Composta por nutrientes que auxiliam a saúde do pet, a linha Satiety possui baixa densidade energética e é indicada para a nutrição de pets obesos durante o período de perda de peso.

• Maior sensação de saciedade: o alto teor de fibras retardam o esvaziamento do estômago
• Alto teor de proteínas para a manutenção da massa muscular
• Nutrientes que auxiliam a manter uma boa saúde dental
• Opção de alimento úmido

Consulte sempre um médico-veterinário

Saiba mais

Linha Satiety para Controle de Peso

Como a alimentação combinada pode ajudar no controle de peso

A combinação do alimento seco com o úmido traz benefícios para a saúde e qualidade de vida dos pets e pode ser uma aliada no programa de perda de peso.

Benefícios: máximo aproveitamento de nutrientes, proporciona maior sensação de saciedade, colabora para a redução de calorias e tutores relatam que o pet aparenta estar mais feliz durante o processo. Saiba mais
Alimento seca + alimento úmido

Palavra do Especialista

Confira o que nossos médicos-veterinários parceiros têm a dizer sobre o excesso de peso.
Lembre-se sempre de manter as consultas do seu pet em dia, para prevenir e tratar a obesidade da forma mais adequada.

Dra. Carolina Cavalcante

Dra. Carolina Cavalcante

“O excesso de peso reduz o tempo de vida, assim como a qualidade de vida dos pets”

O excesso de peso reduz a expectativa de vida do pet em até 2 anos, assim como a qualidade de vida. Reconhecimento por parte dos tutores é fundamental para evitar consequências a curto e longo prazo.

Dra. Viviani de Marco

Dra. Viviani de Marco

“Todos nós somos capazes de reconhecer que o nosso animal está acima do peso”

A avaliação da obesidade compreende uma boa inspeção visual e palpação do animal, levando em consideração o acúmulo de gordura sobre as costelas, na região abdominal e na base da cauda.

Dr. Allan Gomes

Dr. Allan Gomes

“A obesidade é um fator de risco para doenças articulares em gatos e cães”

A obesidade é uma das causas do surgimento das doenças articulares, não só pelo impacto do sobrepeso sobre as articulação, mas também pelos fatores inflamatórios produzidos pelo excesso de gordura corporal.

Dra. Márcia Jericó

Dra. Márcia Jericó

“Algumas raças de cães são mais predispostas à obesidade”

A obesidade é uma doença de origem multifatorial, inclusive de base genética. Centenas de genes estão comprovadamente associados à obesidade. Cães das raças Teckel, Beagle, Cocker Spaniel, Basset Hound, Labrador, Collie, Golden Retriever, Rottweiler, Bernese e São Bernardo são de alto risco para obesidade.