Como ajudar cães e gatos a viver uma vida mais saudável.
Pensando em adquirir um gato

Como fazer para cuidar de um filhote ou de um gato adulto

Adult Bengal lying on its back playing with a cat toy on a carpet.
Existem várias coisas que contribuem para o bem-estar do gato, e atendê-lo devidamente desde o primeiro dia garantirá que ele seja saudável e se adapte bem ao novo lar.

Itens importantes

Quando levar o gato para casa, você precisará do básico. A lista inclui:

  • Caminha: cama confortável onde o filhote ou o gato permanecerá confortável e seguro. Levante-a do chão, de preferência, em algum lugar onde o filhote vá se sentir seguro, longe de eventuais correntes de ar ou áreas onde haja passagem intensa de pessoas.
  • Caixa de areia: ela precisa ser funda o suficiente e ter uma pá pequena para remover as fezes, mas não muito funda a ponto dos filhotes não quererem usá-la.
  • Tigela de água: Uma tigela de água fresca deve estar sempre à disposição do gato. Fontes de água são uma alternativa a tigelas porque os gatos são especialmente conhecidos por gostarem do movimento e isso os incentiva a beber mais.
  • Tigela de comida: você deve ter uma tigela pequena para ração, colocada longe o suficiente da tigela de água para evitar que ela fique suja. Como alternativa, será possível introduzir um comedouro quebra-cabeça, especialmente se você tiver um gato de ambiente interno, para estimulá-lo mentalmente e fisicamente, suprindo o instinto de caça natural. Com esses quebra-cabeças, é necessário um período de transição para o gato aprender como faz para usá-los.
  • Uma árvore para gatos: um acessório divertido e útil para o gato e que permitirá que ele arranhe, escale e se esconda com segurança, além de contribuir para o seu bem-estar positivo respeitando os instintos naturais.

É recomendável comprar mais de um de cada item e distribuí-los pela casa para dar opção ao gato e permitir que ele encontre um espaço quieto longe de visitantes ou ruídos altos, caso precisem. 

Ambiente

O ambiente é uma parte importante da saúde e do bem-estar do gato. Um ambiente favorável é aquele onde o gato pode ser socializado de maneira segura sem muitos problemas e o ajuda a se acostumar com as pessoas e as coisas ao seu redor.

Mesmo muito jovem, o gato vai organizar e marcar o território. É onde ele vai dormir, brincar, caçar, alimentar-se, esconder-se, escalar e ser acariciado. Na casa, o gato organiza a vida em quatro áreas diferentes que você precisa respeitar para evitar problemas de comportamento, especialmente para gatos de ambiente interno.

  • Áreas de alimentação: elas devem ser quietas, longe da caixa de areia e da área de alimentação humana. É melhor evitar usar a sala de jantar ou áreas onde ele possa ser perturbado e permitir que o gato tenha muito espaço ao comer.
  • Área de descanso: o lugar vai variar ao longo do dia, dependendo da luz solar e das fontes de calor. Por natureza, os gatos gostam de dormir no alto, e normalmente escolhem o ponto mais confortável para eles. Por isso, certifique-se de que eles tenham bastante espaço livre para escolher.
  • Área de limpeza: a caixa de areia deve ser colocada em algum lugar quieto e permanentemente acessível pelo gato, longe da tigela de comida e de lugares onde haja passagem intensa de pessoas. Tome cuidado para evitar qualquer estresse: sabe-se que os gatos não utilizam a caixa de areia por ela ser deixada ao lado da máquina de lavar roupa. Recomenda-se pelo menos uma caixa de areia por gato, mais uma reserva, para oferecer a cada gato muitas possibilidades e evitar esses problemas.
  • Área de brincar: este é o maior espaço de estar e lazer do gato. Esse deve ser um lugar onde ele possa correr, se esconder ou subir mais alto. As árvores para gatos são acessórios excelentes para estimular essa atividade e ajudar na saúde e no bem-estar do gato.

Exercício

Os gatos que ficam em ambiente interno precisam de muita atividade para continuar fisicamente e mentalmente estimulados. Isso significa:

  • Muitos brinquedos, trocados de tempos em tempos para mantê-los interessados, coisas para escalar e se esconder, além de brincadeiras regulares com a família todos os dias
  • Como se lambem mais e tendem a ser mais sedentários, os gatos em ambiente interno, especialmente aqueles de pelo longo, precisam de um dieta capaz de ajudar nas bolas de pelos e que reflita os níveis de atividade mais baixos
  • Você pode não receber bem os rasgos deixados pelo gato na mobília ou nas paredes. No entanto, o arranhar é um comportamento natural e é importante oferecer ao gato lugares para expressar isso. Planeje ter pelo menos um arranhador

Alimentação

Em gatos domésticos, a ingestão de alimentos depende de vários fatores. Os gatos preferem comer em um espaço calmo, longe da vista e dos predadores, com uma rota de fuga clara.

Somente alimentos de alta qualidade, preparados especificamente para gatos, podem ter a garantia de oferecer todos os nutrientes de que eles precisam para se manter saudáveis, independentemente da idade, da raça, do estilo de vida ou das sensibilidades.

  • Embora nos beneficiemos da variedade em nossa dieta, variedade frequente e contínua não é indicada para a digestão do gato
  • Os comedouros quebra-cabeça são uma maneira excelente de entreter mentalmente o gato e estimulá-lo a trabalhar pela comida e a exercitar os instintos de caça.
  • O comportamento de caça tem um grande papel em como os gatos comem, e é por isso que eles tendem a fazer várias refeições pequenas ao longo do dia, em vez de uma ou duas grandes
  • Os gatos têm uma exigência muito alta de proteína, inclusive de vários aminoácidos essenciais, um dos quais é a taurina, encontrada naturalmente apenas em tecido animal.
  • A gordura é uma fonte de energia importante para gatos, com uma proporção maior de calorias diárias oferecidas por gorduras do que é recomendada para humanos.
  • Os gatos também têm exigências muito particulares de vitaminas e minerais, como vitamina D, que só pode ser obtida pela dieta
  • Como recém-nascido, o trato digestivo do filhote estava perfeitamente adaptado para digerir leite formulado especificamente para filhotes, mas as capacidades digestivas vão mudar e, quando chegar à idade adulta, ele não conseguirá mais digerir lactose.
Gato adulto em pé sobre uma mesa sendo escovado pelo tutor.

Cuidados com higiene e beleza

Além de boa aparência, uma pelagem escovada contém menos pelo morto, o que significa que há menos pelo disponível para ser removido pelo seu gato durante os cuidados com higiene. Isso tem seus benefícios, pois a atividade de higiene constitui em média de 30% do tempo de seu gato, isso leva à ingestão de pelo solto, resultando em bolas de pelos e, às vezes, em problemas digestivos.

  • Gatos com pelos mais longos, como o Persa, exigem uma escovada diária e cuidadosa do pelo.
  • Em gatos de pelo curto e liso (como o Siamês ou o Abissínio), às vezes, alguns movimentos firmes com a mão é tudo o que precisam.
  • Passar uma escova macia na pelagem pelo menos uma vez por semana é recomendado no caso de pelagem de comprimento médio ou pelos com subpelo espesso (como no Maine Coon ou Exótico).

Dental

A boa saúde oral começa quando seu filhote é pequeno.

  • Quando eles chegarem em casa, os filhotes ainda terão dentes de leite. Esses dentes de bebê são bem frágeis, então o croquete precisa ser mais macio e mais fácil de quebrar do que para gatos mais velhos.
  • Alguns alimentos úmidos foram especialmente formulados para filhotes com uma excelente textura e adaptados aos dentes sensíveis
  • A escovação dos dentes é o melhor cuidado oral existente, e é recomendável usar uma escova de dentes especial para gato e uma pasta de dentes veterinária.

Saúde

A saúde e o bem-estar do seu gato envolvem uma ampla variedade de fatores, de vacinações preventivas e medicações ao seguro de saúde e até mesmo a escolha de realizar ou não a castração de seu pet. Alguns desses custos são isolados e outros precisam ser considerados como parte de um orçamento contínuo, juntamente com uma nutrição e com os cuidados com higiene e beleza.

  • Os gatos são rotineiramente vacinados contra o vírus da panleucopenia felina, herpesvírus felino e calicivírus felino. O ciclo de vacinação consiste em duas injeções, com intervalo de três a quatro semanas. Seu gato pode já ter recebido a primeira injeção antes de chegar até você, já que a primeira dose pode ser administrada a partir da idade de cerca de nove semanas.
  • O microchip é a inserção indolor de um microchip sob a pele do pescoço, e significa que qualquer médico-veterinário ou organização de resgate de gatos poderá fazer a leitura do chip com um scanner portátil. Seu médico-veterinário pode realizar o procedimento em qualquer uma das visitas de rotina
  • É importante evitar que o seu gato contraia pulgas, vermes ou carrapatos. Um bom criador terá iniciado um programa antiparasitário desde o início da vida do gato e a maioria dos centros de resgate também iniciará um bom regime de tratamento contra parasitas e pulgas para todos os animais sob seus cuidados. É importante que você pergunte à pessoa de quem está recebendo seu gato quais tratamentos seu novo gato recebeu no passado
  • A castração é uma das decisões mais responsáveis que todo tutor de pet pode tomar. Os gatos são tradicionalmente castrados a qualquer momento a partir dos seis meses
  • É importante organizar check-ups anuais com seu médico-veterinário para ajudar a evitar problemas de saúde e monitorar o peso e as alterações comportamentais

Treinamento

A maior parte da educação do filhote ocorre durante os primeiros seis meses de vida. A maior parte do comportamento é adquirida nos primeiros três meses, graças ao papel predominante da mãe e dos irmãos.

Isso significa que quando você traz um gato para casa, você tem uma contribuição limitada na educação básica dele, mas você ainda tem responsabilidades. Seu trabalho é completar o treinamento em seu novo ambiente e controlar o comportamento indesejável.

Seguro

O seguro oferece a tranquilidade que você será capaz de prover o cuidado que seu gato precisa, se acontecer uma crise.

As seguradoras de animais de estimação oferecem diferentes níveis de cobertura, e os preços variam de acordo com a idade, raça ou tamanho e tipo do seu gato, bem como com a sua localização.

Encontre a cobertura certa para você e seu filhote:

  • Usando a internet para comparar pacotes
  • Pergunte ao seu médico-veterinário
  • Procure em revistas para pets

Pode ser difícil, a princípio, preparar-se para todas as coisas necessárias para cuidar do seu gato adulto ou filhote, mas, ao iniciar adequadamente, você os ajudará a se adaptar à nova casa e a manter uma vida feliz e saudável.

  • Bem-estar geral
  • Será que um gato é o animal ideal para você?

Curtir e compartilhar esta página

Artigos relacionados
Adult Norwegian Forest Cat walking across a rug in a living room.

Aspectos a considerar antes de adquirir um gato

Adult cat lying down indoors and being stroked by a child.

Como educar as crianças sobre como fazer para cuidar de um gato

Adult cat lying down next to an adult Golden Retriever.

Apresentando os gatos aos outros pets

Saiba mais sobre raças de gato

Pesquisar raças

View all cat breeds
Maine Coon adulto em pé em preto e branco sobre um fundo branco
Cookie Settings