Ajudar os cães e os gatos a terem uma vida mais saudável.

Ensinar as crianças a cuidarem de um gato

Adult cat lying down indoors and being stroked by a child.
Os gatos são companheiros maravilhosos e podem desempenhar um papel importante na aprendizagem das crianças a serem responsáveis e a cuidarem dos animais. Porém, antes de trazer um gato ou um gatinho para casa, é importante falar às crianças do seu novo animal de estimação.

Os gatos não são apenas companheiros maravilhosos. Quando são inseridos em famílias, podem igualmente desempenhar um papel importante na aprendizagem das crianças a serem responsáveis e a cuidarem dos animais.

Antes de trazer um gato ou um gatinho para casa, é importante falar com as crianças de modo a garantir a segurança delas e do seu novo animal de estimação.

Ensinar os seus filhos

As crianças ficam, muitas vezes, extremamente agitadas quando o seu novo animal de estimação chega a casa pela primeira a vez. Ficam excitadas e querem, naturalmente, mexer-lhes. A maioria dos gatos adultos saberá manter a distância de crianças quando não quer ser incomodado, mas o mesmo não se pode dizer dos gatinhos.

Deve sempre explicar às crianças que o seu novo animal de estimação não é um brinquedo e que, às vezes, precisa de estar sossegado. Apresente-os uns aos outros num ambiente calmo e explique que existem regras que deverão respeitar para cuidarem do seu novo animal de estimação e para se manterem todos em segurança.

Para dar o devido apoio durante este processo, pode:

  • Pedir às crianças que se sentem no chão e deixem o gatinho vir até elas primeiro.
  • Ensinar as crianças a lidarem com o novo gatinho com cuidado e respeito. A melhor maneira de pegar no gatinho é segurar-lhe com uma mão aberta por baixo da barriga e apoiá-lo por trás com a outra mão. O ideal é que as crianças não peguem nele sozinhas, a menos que lhes seja ensinada a forma correta de o fazer.
  • Quando as crianças acariciam o gato ou o gatinho, certifique-se de que não o apertam com demasiada força.
  • Ensine as crianças a não puxarem a cauda do gato ou do gatinho.
  • Também não devem pegar o gato ou o gatinho pela cabeça ou pelo pescoço.
  • As crianças não devem ainda pegar o gato ou o gatinho segurando-o pelas patas dianteiras.
  • Explique que nunca devem acordar o gato ou o gatinho, já que esses momentos são importantes para os gatinhos crescerem e fortalecerem a sua imunidade.
  • Ensine as crianças que um comportamento demasiado enérgico ou ruidoso pode causar stress no seu novo gatinho, pelo que é necessário manter a calma junto ao recém-chegado.

Garantir a segurança do gatinho e das crianças

Há várias coisas que pode fazer para ajudar a manter a segurança do seu novo gato ou gatinho e das crianças: Estas incluem:

  • No início, é aconselhável impedir que crianças pequenas brinquem com o gatinho na sua ausência, de modo a evitar os inconvenientes arranhões.
  • Durante as brincadeiras, incentive os seus filhos a usarem brinquedos, pois faz com que a atividade seja agradável para todos.
  • Certifique-se de que as crianças entendem que não devem alimentar o gato ou o gatinho com nada que não seja a sua comida. A responsabilidade de alimentar um gatinho não deve ser tomada de ânimo leve.
  • Tenha um protocolo de desparasitação rigoroso e regular para o seu animal de estimação, já que alguns tipos de parasitas podem ser transmitidos aos seres humanos, especialmente às crianças.

Os gatos não são apenas companheiros maravilhosos. Quando são inseridos em famílias, podem igualmente desempenhar um papel importante na aprendizagem das crianças a serem responsáveis e a cuidarem dos animais.

Antes de trazer um gato ou um gatinho para casa, é importante falar com as crianças de modo a garantir a segurança delas e do seu novo animal de estimação.

Ensinar os seus filhos

As crianças ficam, muitas vezes, extremamente agitadas quando o seu novo animal de estimação chega a casa pela primeira a vez. Ficam excitadas e querem, naturalmente, mexer-lhes. A maioria dos gatos adultos saberá manter a distância de crianças quando não quer ser incomodado, mas o mesmo não se pode dizer dos gatinhos.

Deve sempre explicar às crianças que o seu novo animal de estimação não é um brinquedo e que, às vezes, precisa de estar sossegado. Apresente-os uns aos outros num ambiente calmo e explique que existem regras que deverão respeitar para cuidarem do seu novo animal de estimação e para se manterem todos em segurança.

Para dar o devido apoio durante este processo, pode:

  • Pedir às crianças que se sentem no chão e deixem o gatinho vir até elas primeiro.
  • Ensinar as crianças a lidarem com o novo gatinho com cuidado e respeito. A melhor maneira de pegar no gatinho é segurar-lhe com uma mão aberta por baixo da barriga e apoiá-lo por trás com a outra mão. O ideal é que as crianças não peguem nele sozinhas, a menos que lhes seja ensinada a forma correta de o fazer.
  • Quando as crianças acariciam o gato ou o gatinho, certifique-se de que não o apertam com demasiada força.
  • Ensine as crianças a não puxarem a cauda do gato ou do gatinho.
  • Também não devem pegar o gato ou o gatinho pela cabeça ou pelo pescoço.
  • As crianças não devem ainda pegar o gato ou o gatinho segurando-o pelas patas dianteiras.
  • Explique que nunca devem acordar o gato ou o gatinho, já que esses momentos são importantes para os gatinhos crescerem e fortalecerem a sua imunidade.
  • Ensine as crianças que um comportamento demasiado enérgico ou ruidoso pode causar stress no seu novo gatinho, pelo que é necessário manter a calma junto ao recém-chegado.

Garantir a segurança do gatinho e das crianças

Há várias coisas que pode fazer para ajudar a manter a segurança do seu novo gato ou gatinho e das crianças: Estas incluem:

  • No início, é aconselhável impedir que crianças pequenas brinquem com o gatinho na sua ausência, de modo a evitar os inconvenientes arranhões.
  • Durante as brincadeiras, incentive os seus filhos a usarem brinquedos, pois faz com que a atividade seja agradável para todos.
  • Certifique-se de que as crianças entendem que não devem alimentar o gato ou o gatinho com nada que não seja a sua comida. A responsabilidade de alimentar um gatinho não deve ser tomada de ânimo leve.
  • Tenha um protocolo de desparasitação rigoroso e regular para o seu animal de estimação, já que alguns tipos de parasitas podem ser transmitidos aos seres humanos, especialmente às crianças.
  • Gatinho
  • Um gato é adequado para si

Faça gosto e partilhe esta página