Como ajudar cães e gatos a viver uma vida mais saudável.
Saúde e bem-estar

Como devo cuidar do meu gato que está envelhecendo

Ageing cat lying down asleep on a cushion.
Com a combinação certa de dieta, suporte médico e mudanças na casa, você poderá cuidar do seu gato que está envelhecendo e oferecer o suporte necessário para o bem-estar dele.

Cada fase da vida do seu gato traz consigo alegrias e desafios únicos, particularmente quando se torna idoso. As mudanças comportamentais e físicas a partir dos 10 anos de idade significam que você pode ter que mudar o ambiente, o exercício e a dieta para fornecer o suporte necessário na última etapa da vida dele.

Gatos tendem a viver por 15 anos em média, mas é comum que um gato viva até 20 anos, o equivalente a um humano de 96 anos. Em geral, por volta dos 11 anos de idade, você começará a notar sinais externos de envelhecimento em seu gato, e as necessidades nutricionais dele também mudarão.

O ambiente do seu gato idoso

À medida que seu gato envelhece, as articulações podem começar a se desgastar e a sofrer com artrite. Ele pode se movimentar menos, ter instabilidade em seus pés ou se esforçar para subir e descer de seus locais favoritos.

Você pode cuidar de seu gato idoso fornecendo rampas ou escadas para lugares altos onde eles gostam de subir, e deixando a cama particularmente confortável para que eles possam descansar facilmente. Uma caixa sanitária com laterais mais baixas pode ser útil para gatos mais velhos a fim de reduzir o esforço para entrar e sair.

Melhorar a acessibilidade a comida, caixa sanitária e água fresca, por exemplo, deixando-os em cada andar da sua casa, também pode diminuir o esforço e o estresse da rotina do gato. Você também deve evitar quaisquer mudanças na rotina dele, pois isso pode agravar quaisquer dificuldades cognitivas que possa estar tendo.

Como exercitar e cuidar da higiene e beleza do seu gato em fase de envelhecimento

Articulações dolorosas ou sensíveis podem fazer com que seu gato se desloque menos e esteja menos disposto a vir quando você o chama. Se o seu gato estiver com dor, também poderá reagir mal se for agarrado e, muitas vezes, os gatos mais velhos sofrem com deficiências cognitivas que podem levá-los a se comportar de forma não sociável.

No entanto, é importante exercitar seu gato em fase de envelhecimento para mantê-lo no peso saudável. Incentivá-lo a brincar com delicadeza durante o dia com seu brinquedo favorito pode ser uma maneira fácil de exercitá-lo, e pode ajudá-lo a estabelecer um ciclo de sono melhor, cansando-os durante o dia.

A diminuição da flexibilidade pode significar que os gatos mais velhos são menos capazes de se limpar adequadamente, por isso é importante que você os escove regularmente para remover pelos mortos e manter a pele saudável.

Gato em envelhecimento deitado em ambiente interno sobre cobertas na cama.

O gato idoso e sua dieta

O sentido do paladar e olfato do gato diminui com a idade, o que pode resultar em redução do apetite. Se ele tiver problemas dentais que deixam o ato de comer desconfortável, podem acabar perdendo peso. Para evitar isso, os alimentos altamente palatáveis e de textura macia são uma boa opção para gatos em fase de envelhecimento, pois são mais fáceis e mais agradáveis para eles comerem.

Nutrientes específicos devem fazer parte da dieta do seu gato mais velho para aliviar quaisquer sintomas de envelhecimento e retardar o aparecimento de doenças relacionadas à idade:

  • Glucosamina, sulfato de condroitina e EPA/DHA, juntamente com extrato de mexilhão verde da Nova Zelândia (green-lipped mussel), ajudam a aumentar a mobilidade em gatos em fase de envelhecimento e promovem a função articular saudável
  • Antioxidantes para apoiar a capacidade antioxidante
  • Níveis reduzidos de fósforo para apoiar a saúde e função renal
  • Proteína altamente digerível para apoiar a digestão em gatos maduros. Polpa de beterraba para um efeito prebiótico benéfico e EPA/DHA para ajudar a manter a saúde digestiva

A visita ao médico-veterinário com seu gato idoso

Depois que seu gato tiver 10 anos, é melhor visitar o médico-veterinário a cada seis meses. Dessa forma, qualquer doença em potencial pode ser detectada rapidamente. Se você notar que a sede ou micção do gato aumentou, problemas relacionados à digestão, problemas significativos de mobilidade, alterações comportamentais ou qualquer nódulo no corpo, não deixe de visitar o médico-veterinário imediatamente, pois podem ser indicadores de doenças subjacentes.

Ao seguir estas dicas simples, você será capaz de apoiar seu gato que se aproxima de seus últimos anos de vida. Se tiver alguma dúvida, consulte o médico-veterinário, que terá prazer em dar toda a ajuda necessária.

  • Envelhecimento

Curtir e compartilhar esta página

Artigos relacionados
Ageing cat lying down indoors on the carpet.

Cuidados ao fim da vida do seu gato

Ageing cat sitting down being examined by a vet.

​Doenças comuns em gatos mais idosos

Ageing cat standing indoors eating from a red bowl.

Do que os gatos mais velhos precisam na dieta

Cookie Settings