Proporcionar ao seu gato independente o seu próprio espaço durante um confinamento

20/09/2018

A pandemia do coronavírus não afetou apenas as nossas vidas quotidianas, mas também as dos nossos animais de estimação. Com os confinamentos ainda a acontecer e muitas pessoas a trabalhar a partir de casa, estamos a passar mais tempo com os nossos gatos do que eles estão habituados. Na vida selvagem, os grandes gatos dependem completamente de si próprios para sobreviver e este instinto de agir sozinho está também na natureza do seu gato. É por isso que é importante verificar que o seu gato não fica stressado com as alterações no seu ambiente familiar e encontrar formas de o ajudar a desfrutar do seu espaço.

Cat sitting under a table indoors

Como os gatos podem demonstrar sinais de stress:

How cats might show signs of stress illustration

Se estiver preocupado que o seu gato esteja a mostrar algum sinal de stress deverá consultar o seu médico veterinário para descartar quaisquer potenciais problemas de saúde. Abaixo encontrará algumas formas de ajudar o seu gato a sentir-se feliz e descontraído enquanto estão todos em casa.

Proporcione ao seu gato o seu próprio espaço

Se o seu gato adormece frequentemente em cima de si, atravessa o seu portátil enquanto está a trabalhar ou se enrola na sua cama à noite, pode ficar surpreendido quando falamos de gatos e de facilitar-lhes seu próprio espaço. No entanto, é fundamental deixar que o seu gato decida como e quando.

Ter o seu espaço é fundamental. Isso pode significar deixá-los decidir se querem entrar numa situação social, não apressá-los a conhecer novos animais de estimação ou não forçá-los a interagir consigo ou com outros membros da família.

Sentar-se calmamente numa divisão da casa com o seu gato enquanto lê ou dizer à família para não lhe dar atenção quando este entra na sala, são boas maneiras de o deixar socializar por sua própria vontade. Nunca o deve encurralar ou provocar o contacto visual, pois isto pode parecer-lhe ameaçador, mesmo que não tenha a intenção de o fazer. Deixe o seu gato vir até si quando precisa de atenção e permita-lhe que se afaste sempre e quando o desejar.


O seu gato precisa de ter a liberdade de se afastar quando quiser que a interação termine. Caso contrário, terá a necessidade de comunicar que precisa de espaço de outra forma, o que pode significar mostrar medo ou agressão esgaravatando ou através de arranhões ou mordidelas.
Author
— Franck Péron, Especialista Veterinário Europeu em Bem-Estar Animal, Apoio Científico da Royal Canin (Especialista) 

Como criar um espaço tranquilo e seguro para os gatos

Também pode proporcionar espaço aos seus gatos, habilitando-lhes zonas seguras para se refugiarem dentro de casa. Podem ser tão simples como uma caixa de cartão virada de lado com alguma roupa de cama no seu interior. Idealmente, estas opções seriam colocadas em áreas da sua casa que estejam com um ambiente acolhedor e proporcionem alguma paz, tal como um quarto de hóspedes ou um escritório e longe de odores fortes como ambientadores ou caixotes de lixo.

Cat sitting in a quiet area indoors illustration

Muitas vezes os gatos gostam de se sentar num lugar alto onde se possam esconder e observar o seu entorno. Portanto, considere a criação de mais espaços verticais facilitando-lhes plataformas para escalar. Pode fazer isto com uma árvore de gato ou com algumas prateleiras fixadas na parede.

Estes espaços, quando bem idealizados, são vistos como um refúgio seguro para o seu gato dormir ou descansar. Deixar os gatos sozinhos num espaço seguro que lhes tenha sido habilitado é importante, por isso deixe-os fazer o que quiserem e não permita que os membros da família os perturbem.

Estes espaços, quando bem idealizados, são vistos como um refúgio seguro para o seu gato dormir ou descansar. Deixar os gatos sozinhos num espaço seguro que lhes tenha sido habilitado é importante, por isso deixe-os fazer o que quiserem e não permita que os membros da família os perturbem.

Interpretar a linguagem corporal do seu gato

O seu gato usa a sua linguagem corporal para expressar a forma como se sente, por isso, apenas observando poderá intuir se está de humor afetuoso ou se prefere espaço.


Como saber se o seu gato quer atenção:

O seu gato usa a sua linguagem corporal para expressar a forma como se sente, por isso, apenas observando poderá intuir se está de humor afetuoso ou se prefere espaço.

Como saber se o gato precisa de espaço:

Se as orelhas do seu gato estiverem achatadas e as suas pupilas dilatadas, pode estar a sentir-se ameaçado. Se acariciar o seu gato e ele começar a abanar a cauda, pode estar a tentar dizer-lhe que não está a gostar. Ao contrário dos cães, o abanar da cauda em gatos não é um sinal de felicidade, mas sim um sinal de que se sentem inquietos e agitados.

Dê atenção ao seu gato

Apesar do seu gato gostar de passar tempo sozinho, é também importante dar-lhe alguma atenção em pequenas doses.

Brincar com o seu gato é uma ótima forma de interação. Não se trata apenas de um exercício saudável, mas também mentalmente estimulante e fortalece o vínculo entre ambos. Os jogos que envolvem perseguição e captura permitem-lhe satisfazer os seus instintos naturais. Quaisquer que sejam as brincadeiras que escolher fazer com o seu gato deverá sempre usar um brinquedo ou um objeto em vez das suas mãos. Além disso, assegure-se de o supervisionar e de que cada sessão seja curta.

Ao manter os nossos animais de estimação vigiados durante este tempo, permite-nos garantir que as mudanças nas nossas rotinas diárias não estão a ter um efeito negativo no seu bem-estar. Se estiver preocupado que o seu gato esteja a mostrar algum sinal de stress fale com o seu médico veterinário para obter mais conselhos.

Voltar ao topo