Aspetos a considerar antes de adotar um gato

20/09/2018
Há muitos aspetos em que pensar quando se trata de arranjar um gato ou um gatinho, mas todos são afetados pelo seu próprio estilo de vida e ambiente doméstico e se consegue adaptá-los para apoiar um gato feliz e saudável.
Adult Norwegian Forest Cat walking across a rug in a living room.

Tem tempo para cuidar de um gato?

Um gatinho pode ser uma adição alegre para uma casa, mas vai crescer, por isso, a decisão de obter um gato é um compromisso de longo prazo. Enquanto muitas pessoas acreditam que é mais fácil ter um gato em vez de um cão, os gatos ainda precisam de muita atenção e apoio.

Outros aspetos que afetarão o tipo de cuidado e apoio de que o seu gato precisa incluirão a sua escolha entre um gatinho ou um gato mais velho, uma vez que os gatinhos precisarão de mais cuidados, ensino e alimentação regular do que os gatos adultos; se quer um gato com pedigree ou um "rafeiro" e se irá a um criador ou a um centro de resgate, já que alguns gatos resgatados podem ter tido experiências traumáticas que requerem maior consideração no início.

A maneira como um gato se comporta e responde depende de uma combinação da sua constituição genética, bem como das experiências a que foi exposto. Um gatinho aprende a maioria das suas capacidades de socialização no período até oito semanas de idade, portanto, dar-lhe tempo e atenção suficientes nas primeiras semanas é vital.

Será que um gato ou gatinho se encaixaria na sua rotina?

Qualquer animal irá mudar o seu estilo de vida, de preferência, de maneiras unilateralmente positivas. No entanto, alguns aspetos na sua rotina podem ser imutáveis e vale a pena considerar como irão funcionar ou adaptar-se com a chegada de um gato ou gatinho.

Perguntas a fazer a si próprio:

  • Tem filhos? Isso pode afetar o tipo de gato que escolher, uma vez que alguns serão menos adequados para crianças pequenas do que outros.
  • Tem outros animais de estimação em casa e como poderão reagir à nova adição? A apresentação de um recém-chegado a animais de estimação estabelecidos pode ser complicado. Isso irá demorar algum tempo e será necessária paciência. A aceitação total pode demorar vários meses ou pode nunca ocorrer.
  • Tem espaço exterior ou seu gato viverá exclusivamente em espaços interiores?
  • Trabalha a tempo inteiro e, nesse caso, o que acontecerá ao gato quando não estiver em casa?
  • Conseguirá adaptar a sua casa adequadamente para torná-la amigável para gatos?
  • Quanto viaja? Se for viajar sem o seu gato, pense cuidadosamente nas várias opções de cuidados para o mesmo.
  • Pode apoiar financeiramente as necessidades do seu gato, incluindo seguro para animais de estimação, alimentos, despesas do médico veterinário e potencial limpeza e alojamento?

Estas perguntas não só influenciarão se a sua casa e estilo de vida são propícios para ter um gato feliz e saudável, mas também que tipo de gato pode ser mais adequado para si.

Gato adulto deitado num sofá cinzento, num espaço interior.

A sua casa é segura para um gato ou gatinho?

A casa de um gato contribui bastante para o seu bem-estar. Depois de se instalar na sua nova casa, o gatinho tem um mundo para descobrir. Deixe-o explorar e orientar-se ao seu próprio ritmo, mas certifique-se de que verifica a existência de potenciais perigos.

Além disso, certifique-se de que há um espaço sossegado onde o gato se pode refugiar, especialmente quando entrar em casa pela primeira vez, para que possa gradualmente conhecer o seu novo território e a família, nos decurso dos dias seguintes.

Passos que pode dar para reduzir o stress em casa:

  • Fornecer ao seu gato uma zona de alimentação exclusiva. Esta deve estar bem longe da liteira e idealmente afastada de áreas barulhentas, pois os gatos gostam de ter espaços tranquilos para comer.
  • Assegurar que o gato tem uma liteira, mais uma vez localizada numa área sossegada. Esta deve estar num local permanente, facilmente acessível para o gato e bem longe das tigelas de comida e de água.
  • Certifique-se de que o seu gatinho tem um espaço exclusivo para brincar, caçar, subir e arranhar.
  • Dar ao seu gato o seu próprio espaço para dormir.

Há alguma zona perigosa na sua casa?

Há uma série de coisas que podem representar perigo para um gato ou um gatinho dentro e fora de casa, incluindo:

  • Fios elétricos ou cabos de energia.
  • Produtos químicos domésticos, produtos de limpeza e medicamentos facilmente acessíveis.
  • Superfícies quentes expostas.
  • Varandas.
  • Plantas tóxicas ou venenosas, como: cíclames, azevinho, visco-branco, glicínias, Dieffenbachia, filodendros, azáleas, rododendros, ginjeiras-do-Brasil, oleandros, estrelas-de-natal, heras, louro-manchado, ervilhas-de-cheiro e figueiras da Índia.

Considerar se um gato ou gatinho se encaixará no seu estilo de vida e em sua casa ajudá-lo-á a descobrir se lhe pode proporcionar um ambiente feliz e seguro onde o gatinho viver, e ajudará a tornar o seu relacionamento com o seu novo companheiro, caso opte por um, ainda mais gratificante.

Voltar ao topo

Saiba mais sobre as raças felinas

Pesquisar raças

Ver todas as raças de gatos
Maine Coon adulto de pé, a preto e branco sobre um fundo branco