Ajudar os cães e os gatos a terem uma vida mais saudável.
Está a pensar em ter um gato?

Aspetos a considerar antes de adotar um gato

Adult Norwegian Forest Cat walking across a rug in a living room.
Há muitos aspetos em que pensar quando se trata de arranjar um gato ou um gatinho, mas todos são afetados pelo seu próprio estilo de vida e ambiente doméstico e se consegue adaptá-los para apoiar um gato feliz e saudável.

Tem tempo para cuidar de um gato?

Um gatinho pode ser uma adição alegre para uma casa, mas vai crescer, por isso, a decisão de obter um gato é um compromisso de longo prazo. Enquanto muitas pessoas acreditam que é mais fácil ter um gato em vez de um cão, os gatos ainda precisam de muita atenção e apoio.

Outros aspetos que afetarão o tipo de cuidado e apoio de que o seu gato precisa incluirão a sua escolha entre um gatinho ou um gato mais velho, uma vez que os gatinhos precisarão de mais cuidados, ensino e alimentação regular do que os gatos adultos; se quer um gato com pedigree ou um "rafeiro" e se irá a um criador ou a um centro de resgate, já que alguns gatos resgatados podem ter tido experiências traumáticas que requerem maior consideração no início.

A maneira como um gato se comporta e responde depende de uma combinação da sua constituição genética, bem como das experiências a que foi exposto. Um gatinho aprende a maioria das suas capacidades de socialização no período até oito semanas de idade, portanto, dar-lhe tempo e atenção suficientes nas primeiras semanas é vital.

Será que um gato ou gatinho se encaixaria na sua rotina?

Qualquer animal irá mudar o seu estilo de vida, de preferência, de maneiras unilateralmente positivas. No entanto, alguns aspetos na sua rotina podem ser imutáveis e vale a pena considerar como irão funcionar ou adaptar-se com a chegada de um gato ou gatinho.

Perguntas a fazer a si próprio:

  • Tem filhos? Isso pode afetar o tipo de gato que escolher, uma vez que alguns serão menos adequados para crianças pequenas do que outros.
  • Tem outros animais de estimação em casa e como poderão reagir à nova adição? A apresentação de um recém-chegado a animais de estimação estabelecidos pode ser complicado. Isso irá demorar algum tempo e será necessária paciência. A aceitação total pode demorar vários meses ou pode nunca ocorrer.
  • Tem espaço exterior ou seu gato viverá exclusivamente em espaços interiores?
  • Trabalha a tempo inteiro e, nesse caso, o que acontecerá ao gato quando não estiver em casa?
  • Conseguirá adaptar a sua casa adequadamente para torná-la amigável para gatos?
  • Quanto viaja? Se for viajar sem o seu gato, pense cuidadosamente nas várias opções de cuidados para o mesmo.
  • Pode apoiar financeiramente as necessidades do seu gato, incluindo seguro para animais de estimação, alimentos, despesas do médico veterinário e potencial limpeza e alojamento?

Estas perguntas não só influenciarão se a sua casa e estilo de vida são propícios para ter um gato feliz e saudável, mas também que tipo de gato pode ser mais adequado para si.

Gato adulto deitado num sofá cinzento, num espaço interior.

A sua casa é segura para um gato ou gatinho?

A casa de um gato contribui bastante para o seu bem-estar. Depois de se instalar na sua nova casa, o gatinho tem um mundo para descobrir. Deixe-o explorar e orientar-se ao seu próprio ritmo, mas certifique-se de que verifica a existência de potenciais perigos.

Além disso, certifique-se de que há um espaço sossegado onde o gato se pode refugiar, especialmente quando entrar em casa pela primeira vez, para que possa gradualmente conhecer o seu novo território e a família, nos decurso dos dias seguintes.

Passos que pode dar para reduzir o stress em casa:

  • Fornecer ao seu gato uma zona de alimentação exclusiva. Esta deve estar bem longe da liteira e idealmente afastada de áreas barulhentas, pois os gatos gostam de ter espaços tranquilos para comer.
  • Assegurar que o gato tem uma liteira, mais uma vez localizada numa área sossegada. Esta deve estar num local permanente, facilmente acessível para o gato e bem longe das tigelas de comida e de água.
  • Certifique-se de que o seu gatinho tem um espaço exclusivo para brincar, caçar, subir e arranhar.
  • Dar ao seu gato o seu próprio espaço para dormir.

Há alguma zona perigosa na sua casa?

Há uma série de coisas que podem representar perigo para um gato ou um gatinho dentro e fora de casa, incluindo:

  • Fios elétricos ou cabos de energia.
  • Produtos químicos domésticos, produtos de limpeza e medicamentos facilmente acessíveis.
  • Superfícies quentes expostas.
  • Varandas.
  • Plantas tóxicas ou venenosas, como: cíclames, azevinho, visco-branco, glicínias, Dieffenbachia, filodendros, azáleas, rododendros, ginjeiras-do-Brasil, oleandros, estrelas-de-natal, heras, louro-manchado, ervilhas-de-cheiro e figueiras da Índia.

Considerar se um gato ou gatinho se encaixará no seu estilo de vida e em sua casa ajudá-lo-á a descobrir se lhe pode proporcionar um ambiente feliz e seguro onde o gatinho viver, e ajudará a tornar o seu relacionamento com o seu novo companheiro, caso opte por um, ainda mais gratificante.

  • Bem-estar geral
  • Um gato é adequado para si

Faça gosto e partilhe esta página

Artigos relacionados
Adult Bengal lying on its back playing with a cat toy on a carpet.

Como cuidar de um gatinho ou de um gato

Como escolher o gato adequado

Responsabilidade de ter um gato

Saiba mais sobre as raças felinas

Pesquisar raças

Ver todas as raças de gatos
Maine Coon adulto de pé, a preto e branco sobre um fundo branco
Cookie Settings