Ajudar os cães e os gatos a terem uma vida mais saudável.

Vacinar os cachorros

Young Jack Russell sitting in a vets office being given an injection.
As vacinas ajudam a prevenir doenças contagiosas e por vezes fatais. Algumas são obrigatórias e outras opcionais. É fundamental certificar-se de que tem o plano de vacinação adequado para o seu novo cachorro.

Por que precisa o meu cachorro de ser vacinado?

Quando os cachorros nascem, dependem completamente dos anticorpos fornecidos no leite materno. Estes irão protegê-los contra micro-organismos prejudiciais.

No entanto, essa proteção desaparece com o tempo, o que significa que o cachorro fica vulnerável a doenças infeciosas. As vacinas certas na idade certa ajudam a evitar que o seu cachorro desenvolva qualquer uma destas doenças ou infeções.

Para que servem as vacinas de cachorros?

As vacinas ajudam a prevenir doenças contagiosas e por vezes fatais. Algumas são obrigatórias e outras opcionais.

Que vacinas deve levar o meu cachorro?

Vacinas obrigatórias:

  • Esgana: A esgana canina pode assumir várias formas, o que muitas vezes dificulta o diagnóstico. Em geral, pode causar febre alta, problemas respiratórios (rinite ou pneumonia brônquica), problemas digestivos (gastroenterite), problemas oculares, cutâneos ou do sistema nervoso, sendo muitas vezes fatal.
  • Hepatite canina: Os sinais clínicos variam entre febre ligeira e congestão da membrana mucosa a vómitos, icterícia, dilatação do estômago, depressão, redução dos glóbulos brancos, dores no fígado e hepatite grave.
  • Parvovirose canina: O parvovírus é altamente contagioso e ataca o sistema gastrointestinal, causando perda de apetite, vómitos, febre e diarreia hemorrágica, muitas vezes grave. A desidratação extrema pode ocorrer rapidamente e pode ser fatal entre 48 a 72 horas.
  • Leptospirose: A leptospirose é uma doença zoonótica que provém de bactérias transmitidas pela urina de roedores e que podem ser passadas aos seres humanos e a determinados animais. No caso dos cães, os sinais clínicos incluem febre, vómitos, dores abdominais, diarreia, perda de apetite, fraqueza intensa e letargia, rigidez, icterícia, dores musculares, infertilidade e insuficiência renal (com ou sem insuficiência hepática).

Vacinas recomendadas:

  • Raiva: Uma doença fatal para cães e seres humanos. Geralmente caracterizada por marcha oscilante, pescoço dorido, salivação excessiva e, nalguns casos, convulsões dos músculos faciais. Verifica-se um comportamento anormalmente agressivo com frequência, caracterizado pela mordida intensa sem largar.
  • Tosse de canil: Doença apanhada por cães em contacto com outros cães em canis e exposições, por exemplo. Causa tosse intensa, que pode ser mais ou menos grave, dependendo da idade e do estado geral de saúde do cão.

Como posso saber que vacinas devo dar ao meu cachorro?

Fale com o seu médico veterinário e informe-o do local onde o cachorro passará a maior parte do tempo. Isto pode incluir:

  • Hotéis para cães
  • A natureza
  • ATL para cães

Indique também ao médico veterinário se pretende viajar para fora do país com o seu cachorro e todas as atividades em que este poderá participar, como exposições caninas ou eventos desportivos.

O seu médico veterinário colocará então em prática um plano de vacinação adequado às necessidades do seu cachorro.

Quando devo vacinar o meu cachorro?

As vacinas de cachorros são mais eficazes quando administradas em datas fixas com reforços. O seu cachorro deverá iniciar um plano de vacinação por volta das seis a oito semanas de idade.

O plano de vacinação regular consistirá provavelmente no seguinte:

  • 7 a 9 semanas: esgana, hepatite infeciosa, parvovírus, embora esta vacina possa ser administrada mais cedo se o cachorro tiver tido contacto com um ambiente infetado.
  • 11 a 13 semanas: reforço de 3 vacinas prévias + raiva e leptospirose.
  • 15 a 17 semanas: reforço da raiva e da leptospirose.
  • 15 meses: reforços para todas as vacinas acima.

O meu cachorro também precisará de fazer reforços anuais?

O seu cachorro deve receber reforços anuais para garantir que está devidamente vacinado. Todos os anos devem ser efetuados os seguintes reforços:

  • Esgana
  • Hepatite infeciosa
  • Parvovirose

O que acontece quando o meu cachorro é vacinado?

Quando o seu cachorro é vacinado, recebe uma dose muito pequena do vírus ou da bactéria. Isto estimula o sistema imunológico a desenvolver anticorpos específicos contra o vírus.

As vacinas podem fazer com que o meu cachorro contraia o vírus?

Quando utilizado em vacinas, o vírus ou a bactéria é muitas vezes morto ou desativado, o que geralmente significa que não pode causar as doenças.

Qual vai ser a reação do meu cachorro após as injeções?

O seu cachorro poderá ficar um pouco prostrado após as injeções, particularmente no primeiro ou segundo dia. Isto deve-se ao facto de o sistema imunológico estar a dar resposta à vacina.

O que devo fazer depois de o meu cachorro levar as injeções?

É importante que o seu cachorro descanse bem depois de levar as injeções, já que o sistema imunológico terá de trabalhar mais do que o normal.

Se sentir que não está de volta ao normal nas 24 horas seguintes, entre em contacto com o seu médico veterinário para obter aconselhamento.

É fundamental certificar-se de que o plano de vacinação é o indicado para o seu novo cachorro, já que a vacinação dos cães é uma das medidas preventivas mais importantes que pode tomar para cuidar da sua saúde. Assim que levar o seu novo cachorro para casa, é vital que fale com o seu médico veterinário e assegure que é administrada a vacinação certa ao seu cachorro.

  • Infância

Faça gosto e partilhe esta página

Nutrição feita à medida para o seu cachorro

Uma gama de fórmulas que ajudam a consolidar as defesas naturais, apoiam o crescimento saudável e contribuem para o desenvolvimento do aparelho digestivo.

Produtos para cachorros
Content Block With Text And Image 1
Artigos relacionados
Puppy dog lying down on an examination table in a vets office.

Esgana canina em cães

Adult Weimaraner standing on a beach playing with a Weimaraner puppy.

Quando é que o meu cachorro se torna um cão adulto?

Puppy Saint Bernards sitting together in a field.

As principais etapas do crescimento do cachorro