Problemas de pele comuns em cães

20/09/2018
test test test
Os cães podem sofrer de uma variedade de problemas de pele que causam dor, comichão e inflamação. Saiba mais sobre alguns dos sinais clínicos mais comuns, bem como formas para apoiar a saúde da pelagem e pele do seu cão.
Cachorro Schnauzer Miniatura a correr num campo.

Dependendo da raça, da idade e de vários fatores genéticos do seu cão, pode descobrir que este é propenso a problemas de pele. Pode ajudar à recuperação do seu cão, bem como evitar problemas futuros, de várias maneiras simples.

O que é importante sobre a pele do seu cão?

A pele de um cão age como uma barreira entre os seus órgãos, músculos e esqueleto, e o meio ambiente onde estão inseridos. É o maior órgão do corpo e, incluindo o pelo, corresponde a cerca de 12% do peso total do corpo. Oferece proteção vital contra parasitas, armazena gordura, água e vitaminas e abriga terminações nervosas sensíveis.

A pele é uma barreira que impede a perda de água, reduzindo a possibilidade de desidratação, e ajuda a regular a temperatura corporal. A pele de um cão também secreta sebo, uma substância semelhante a óleo que cria uma biopelícula sobre a superfície da pele. Esta película protege contra ameaças externas gerindo o equilíbrio entre as bactérias "boas" e "más", e ajuda a evitar a multiplicação das mesmas. Também mantém o equilíbrio do pH da pele do seu cão, ajudando a evitar a irritação resultante de mudanças do meio ambiente.

Desta forma, a pele do seu cão é um filtro importante entre o ambiente que o rodeia e o respetivo corpo, e precisa de ser cuidada adequadamente.

Que sinais clínicos de problemas de pele poderá ter o meu cão?

À semelhança dos sinais clínicos de problemas de pele num ser humano, o seu cão pode sofrer de pele seca, irritada ou vermelhidão em determinadas áreas. A pelagem pode parecer seca ou oleosa, pode haver alguma perda de pelo ou pode notar o surgimento de caspa. É provável que a primeira coisa que veja é o seu cão coçar-se cada vez mais à medida que tenta aliviar um pouco do seu desconforto.

Determinadas raças de cães têm os seus próprios problemas de pele. Cães como os Bulldogs ou os Pugs podem sofrer de irritações por bactérias e fungos que se «multiplicam» nas dobras da pele. Os cães de porte médio que podem passar muito tempo no exterior ou a trabalhar estão expostos a pressões ambientais, o que significa que as defesas naturais da pele precisam de ajuda especial. Os Pastores Alemães, os Dálmatas, os Schnauzers Miniatura e os Shih Tzus têm uma pele igualmente sensível, por isso é importante perguntar ao seu médico veterinário se há alguma predisposição genética para os problemas de pele no seu cão de que deve estar a par.

Samoiedo adulto deitado numa marquesa de uma clínica veterinária.

Voltar ao topo

Encontrar um veterinário

Se estiver preocupado com a saúde do seu cão, consulte um médico veterinário para obter aconselhamento profissional.

Pesquisar perto de mim
Jack Russell Terrier adulto de pé, a preto e branco sobre um fundo branco