Ajudar os cães e os gatos a terem uma vida mais saudável.
Saúde e bem-estar

Problemas de pele comuns em cães

Cachorro Schnauzer Miniatura a correr num campo.
Os cães podem sofrer de uma variedade de problemas de pele que causam dor, comichão e inflamação. Saiba mais sobre alguns dos sinais clínicos mais comuns, bem como formas para apoiar a saúde da pelagem e pele do seu cão.

Dependendo da raça, da idade e de vários fatores genéticos do seu cão, pode descobrir que este é propenso a problemas de pele. Pode ajudar à recuperação do seu cão, bem como evitar problemas futuros, de várias maneiras simples.

O que é importante sobre a pele do seu cão?

A pele de um cão age como uma barreira entre os seus órgãos, músculos e esqueleto, e o meio ambiente onde estão inseridos. É o maior órgão do corpo e, incluindo o pelo, corresponde a cerca de 12% do peso total do corpo. Oferece proteção vital contra parasitas, armazena gordura, água e vitaminas e abriga terminações nervosas sensíveis.

A pele é uma barreira que impede a perda de água, reduzindo a possibilidade de desidratação, e ajuda a regular a temperatura corporal. A pele de um cão também secreta sebo, uma substância semelhante a óleo que cria uma biopelícula sobre a superfície da pele. Esta película protege contra ameaças externas gerindo o equilíbrio entre as bactérias "boas" e "más", e ajuda a evitar a multiplicação das mesmas. Também mantém o equilíbrio do pH da pele do seu cão, ajudando a evitar a irritação resultante de mudanças do meio ambiente.

Desta forma, a pele do seu cão é um filtro importante entre o ambiente que o rodeia e o respetivo corpo, e precisa de ser cuidada adequadamente.

Que sinais clínicos de problemas de pele poderá ter o meu cão?

À semelhança dos sinais clínicos de problemas de pele num ser humano, o seu cão pode sofrer de pele seca, irritada ou vermelhidão em determinadas áreas. A pelagem pode parecer seca ou oleosa, pode haver alguma perda de pelo ou pode notar o surgimento de caspa. É provável que a primeira coisa que veja é o seu cão coçar-se cada vez mais à medida que tenta aliviar um pouco do seu desconforto.

Determinadas raças de cães têm os seus próprios problemas de pele. Cães como os Bulldogs ou os Pugs podem sofrer de irritações por bactérias e fungos que se «multiplicam» nas dobras da pele. Os cães de porte médio que podem passar muito tempo no exterior ou a trabalhar estão expostos a pressões ambientais, o que significa que as defesas naturais da pele precisam de ajuda especial. Os Pastores Alemães, os Dálmatas, os Schnauzers Miniatura e os Shih Tzus têm uma pele igualmente sensível, por isso é importante perguntar ao seu médico veterinário se há alguma predisposição genética para os problemas de pele no seu cão de que deve estar a par.

Samoiedo adulto deitado numa marquesa de uma clínica veterinária.

Como medir a temperatura do cão?

A melhor maneira de medir a temperatura é com um termómetro especial para a via retal. Certifique-se de lubrificá-lo antes para entrar facilmente e que o cão esteja o mais quieto possível durante todo o processo.

Como hoje em dia a maior parte dos termómetros retais são digitais e relativamente flexíveis, não representam perigo para o cão, mas os de mercúrio e os rígidos podem partir-se com facilidade. Por isso, nunca utilize um termómetro convencional para medir a temperatura do reto do seu cão se não está feito para este objetivo.

O tempo mínimo que o termómetro deve estar no reto são dois minutos, mas se utiliza um termómetro digital terá que esperar que soe o temporizador indicando-lhe que já terminou de medir a temperatura.

Se quiser saber mais detalhadamente como medir a temperatura do seu cão recomendamos-lhe que veja o nosso vídeo (em espanhol).

O que fazer quando um cão tem febre?

Se já comprovou que o seu cão tem entre 39 e 41 graus de temperatura corporal deve levá-lo ao veterinário o mais rápido possível, mas se supera 41ºC está perante uma urgência veterinária.

A única pessoa qualificada para escolher a maneira de descer a febre do cão é o veterinário, dado que, entre outras coisas, a febre não é uma doença, mas sim um sintoma que requer uma análise profunda para averiguar as causas que a produzem.

Só de uma forma provisional e até que o veja um veterinário pode humedecer periodicamente a pele do abdómen, as virilhas e as axilas. Desta forma a temperatura deveria descer em minutos, mas rapidamente volta a subir.

Também não dê um medicamento ao cão para que lhe desça a febre se não é recomendado pelo veterinário e nunca dê paracetamol ou ibuprofeno ao cão porque para ele são tóxicos.

 

  • Pele e pelagem saudáveis

Faça gosto e partilhe esta página

Artigos relacionados
Puppy Jack Russell sitting outdoors scratching itself.

Porque é que o meu cão se coça com tanta frequência?

Golden Retriever adulto de pé a comer de uma tigela prateada num espaço interior.

De que forma a dieta do seu cão afeta a pele

Adult Irish Terrier lying down by a window being brushed.

​Por que é que o meu cão está a perder pelo?

Encontrar um veterinário

Se estiver preocupado com a saúde do seu cão, consulte um médico veterinário para obter aconselhamento profissional.

Pesquisar perto de mim
Jack Russell Terrier adulto de pé, a preto e branco sobre um fundo branco