Ajudar os cães e os gatos a terem uma vida mais saudável.

Alimentação mista do cão

English Cocker Spaniel standing indoors eating from a feeding bowl

É melhor dar ao meu cão alimentação húmida ou seca? Ou talvez preparar a sua própria alimentação? Estas são perguntas muito frequentes que os novos tutores de animais de estimação fazem aos médicos veterinários. Uma nutrição apropriada para cães é a chave para o seu desenvolvimento saudável. Como tal, decidir que alimento lhes deve dar pode ser extremamente difícil.

Tipos de alimentos para cães

O ingrediente mais importante que diferencia os alimentos para cães húmidos dos secos é o teor de água. Nos alimentos secos, o teor de humidade é cerca de 8%, enquanto nos alimentos húmidos é, geralmente, cerca de 75%. Isso significa que o teor de nutrientes e, como tal, a energia metabólica, é definitivamente maior nos alimentos secos do que nos alimentos húmidos.

100 gramas de alimentos secos para cães contêm cerca de 370 kcal. A mesma quantidade de alimentos húmidos contém "apenas" 100 kcal. A diferença é, como tal, significativa. Isto também afeta a quantidade de alimento que o seu cão come. Para cobrir as necessidades diárias de energia do seu cão alimentando-o apenas com alimento seco, é necessário dar-lhe aproximadamente 3 a 4 vezes menos alimento do que se lhe desse apenas alimentação húmida.

Os alimentos húmidos para cães irão definitivamente proporcionar mais valores e estímulos que afetarão o sentido do paladar do seu cão. Os alimentos secos para cães são mais difíceis de mastigar, o que pode constituir um problema para alguns animais. Há cães particularmente seletivos, que irão apenas brincar com os alimentos secos, não os comendo. Isso pode dever-se à dificuldade em mastigar croquetes duros. O cão pode, assim, tratá-los como um brinquedo, e não como comida.

Alimentação mista - combinar alimento húmido e seco

Ambos os tipos de alimentação têm os seus prós e contras, e é por isso que os tutores de animais de estimação estão cada vez mais a optar por combinar os alimentos. Esta é uma boa solução que pode trazer muitos benefícios.

A combinação de alimentos húmidos e secos traz diversos benefícios. Quando for necessário mudar a alimentação de um animal de estimação para alimento húmido, o corpo dele estará preparado para essa mudança. Assim, a mudança poderá ser introduzida de uma forma eficiente, rápida e, mais importante ainda, sem consequências desagradáveis.

Não é necessário misturar os alimentos secos e os alimentos húmidos numa tigela quando dá de comer ao cão. Na verdade, nem precisa de servi-los ao mesmo tempo. Um dos benefícios dos alimentos secos é que não se estragam facilmente nem deixam um cheiro forte, o que os torna perfeitos para ficarem na tigela durante o dia se o seu cão gostar de ir petiscando, em vez de devorar todo o alimento de uma só vez. Poderá, assim, servir os alimentos húmidos à noite.

Existem, no entanto, dois pontos vitais a ter em conta.

Dalmatian adult sitting indoors on a white rug next to a stainless steel feeding bowl

A quantidade certa de alimento

Devido à forte desidratação e à condensação dos nutrientes e da energia, a quantidade de alimentos secos por porção não deve ser igual ao mesmo volume de alimentos húmidos. Para fornecer a mesma quantidade de energia e nutrientes, dê ao cão uma porção 3,5 vezes menor do que a porção de alimentos húmidos. Esta informação é importante para evitar alimentar o seu animal em excesso quando alterna entre os dois tipos de alimentação: seca e húmida.

Tendo isso em conta, depois de receber um determinado volume de alimentos húmidos, o estômago de um cão poderá ficar "dilatado". Após uma dose mais pequena de alimentos secos, um cão muitas vezes poderá ter a sensação de que não recebeu alimento suficiente, podendo procurar e pedir mais comida. Nestas ocasiões, alguns tutores cedem e dão uma porção adicional de alimento que, por vezes, não é pequena. Estas calorias de que o corpo não precisa poderão facilmente levar à obesidade.

Um cão poderá não tolerar mudanças repentinas na sua alimentação, quando por ejemplo recebe apenas um tipo de alimento durante a semana, e ao fim de semana lhe é oferecida uma dose de alimento húmido. Poderá inclusivé originar diarreia. O trato digestivo habitua-se à composição e ao tipo de alimento. Por isso, ao iniciar um método misto de alimentação, é importante introduzir as mudanças na dieta gradualmente. Para saber mais sobre a melhor forma de introduzir novos padrões de alimentação, leia este artigo.

  • Saúde digestiva
  • Bem-estar geral

Faça gosto e partilhe esta página

Artigos relacionados
English Cocker Spaniel eating from a bowl indoors

Guia para mudar a alimentação dos seus cães

Dachshund adulto sentado numa marquesa a ser examinado por um médico veterinário.

​Detetar os sinais de problemas digestivos no seu cão

Adult Jack Russell lying down indoors on a dog bed with a cone on.

Como alimentar o seu cão após uma cirurgia