A comida confecionada em casa é uma escolha saudável para o meu gato?

Gato cinzento numa cozinha a comer de uma tigela vermelha
Poderá parecer-lhe bastante aprazível o poder preparar e confecionar a comida para o seu felino em casa, mas os exigentes requisitos nutricionais e as sensibilidades típicas dos gatos podem tornar esta tarefa um verdadeiro desafio, uma vez que há dificuldades  e riscos inerentes, nomeadamente no que concerne à segurança alimentar.

Alguns tutores podem querer ter um papel mais ativo na alimentação do seu gato, dando ao animal comida confecionada em casa.

A preparação e a confeção da comida para gatos pode parecer agradável e uma forma de adicionar variedade ou novos sabores às suas refeições. No entanto, os riscos associados à confeção da comida em casa para o seu gato podem facilmente superar quaisquer potenciais benefícios, pois equilibrar as necessidades nutricionais de um gato é um processo incrivelmente complexo. Além disso, a forma como os gatos percecionam a comida é muito complicada e depende de muito mais do que o simples sabor.

Se estiver em falta um nutriente importante, os gatos podem desenvolver uma deficiência nutricional, que poderá afetar a sua saúde. Como tal, é importante entender as necessidades nutricionais individuais do seu gato e considerar qual será a melhor forma de garantir que são cumpridas.

Os gatos são diferentes dos humanos

Confecionar vocês mesmo a comida para  o seu gato, é muito diferente de confecionar as refeições para a sua família. Para começar, os gatos não têm propriamente uma necessidade intrínseca de ter sabores diferentes na comida. Enquanto os humanos têm 9 000 papilas gustativas, um gato tem apenas 4751, e mesmo estas vão perdendo sensibilidade à medida que o gato envelhece. Tendo isto em conta, adaptar a alimentação de um gato ao seu sentido de "paladar", acaba por não ser muito importante.

Por isso, confecionar a sua própria comida para gato vai muito além de apenas selecionar ingredientes de que os gatos possam gostar. Para um gato, o tamanho, o formato, o cheiro e a textura dos alimentos são fundamentais para aceitarem uma nova opção. Posto isto, o aperfeiçoamento deste processo, ao mesmo tempo que se vai ao encontro de um perfil nutricional adequado e individualizado, pode ser incrivelmente complexo.

De que nutrientes necessita o meu gato?

De acordo com o Pet Food Institute, os gatos necessitam de consumir mais de 40 nutrientes essenciais diariamente2. Apesar de serem essencialmente carnívoros, requerem um regime alimentar composto por mais nutrientes além dos fornecidos na carne. Na verdade, necessitam de uma ampla gama de nutrientes provenientes de outras fontes para que possam permanecer saudáveis e ter energia, incluindo:

  • Proteínas
  • Gorduras
  • Hidratos de carbono
  • Vitaminas
  • Sais Minerais

Na natureza, os gatos selvagens equilibram estas necessidades nutricionais comendo todas as partes das suas presas, incluindo os ossos e intestinos, que contêm quantidades pequenas de matéria vegetal. Ocasionalmente, também podem comer plantas.

Contudo, os gatos domésticos necessitam de cada um destes grupos de nutrientes, misturados em diferentes quantidades, de forma a terem acesso a uma nutrição completa e equilibrada. Uma quantidade excessiva de um determinado grupo de nutrientes, ou em quantidade insuficiente de outro, pode ter consequências para a saúde dos animais.

Os gatos não conseguem sintetizar todos os sais minerais, aminoácidos e vitaminas essenciais de que precisam naturalmente, e por isso necessitam de adquirir alguns deles através dos alimentos que ingerem. A taurina, por exemplo, é crucial para a visão e função cardíaca dos gatos e só pode ser obtida a partir de proteína animal.

Taurina Retina Coração

Se estiver a guiar-se por receitas de comida caseira para confecionar o alimento para o seu gato em casa, pode ser muito desafiante contabilizar esses nutrientes essenciais nos níveis rigorosos necessários para a saúde e o bem-estar do seu animal. É fundamental que a receita caseira que escolher implementar forneça uma nutrição completa e equilibrada, devendo além disso evitar todos os ingredientes que sejam tóxicos para os gatos. Isto poderá ser ainda mais complicado se pretender confecionar em casa os alimentos para vários gatos, já que estes podem ter necessidades muito diferentes.

Cada gato é único

As necessidades nutricionais de um gato dependem de vários fatores. Ao determinar o perfil nutricional do seu animal de estimação, um médico veterinário ou nutricionista veterinário terá em consideração a respetiva:

Ilustração da evolução da idade

Idade

Os gatinhos necessitam de certos nutrientes e sais minerais em quantidades específicas para promover o seu crescimento, mas comem geralmente quantidades menores em cada refeição. Os gatos mais velhos podem precisar, entre outras coisas, de suplementos adicionais em vitamina E e C, além de mais ácidos gordos essenciais, para apoiar a sua mobilidade.

Ilustração da cabeça de um gato de perfil

Raça

Algumas raças beneficiarão de alimentos específicos, que tenham em consideração a respetiva fisionomia, o nível de atividade e as sensibilidades únicas.

Ilustração de um raio que representa o teor energético

Esterilização

Os gatos esterilizados sofrem determinadas alterações metabólicas que fazem com que vejam reduzidas as suas necessidades diárias em energia.

Ilustração que representa saúde

Saúde

Se o seu gato tiver um problema de saúde crónico, isso pode ter impacto nos requisitos nutricionais do animal ou na capacidade de digerir certos nutrientes.

Ilustração de um gato a ingerir uma bola de pelo

Estilo de vida

Os gatos que vivam exclusivamente no interior precisarão de um alimento com um teor energético menor do que o dos gatos que tenham acesso ao exterior. Os gatos de interior também passam mais tempo a lamberem-se para fazer a sua higiene e como tal poderão beneficiar de um alimento que estimule naturalmente a eliminação das bolas de pelo.

Ilustração da pele e do pelo de um gato

Sensibilidades

Os nutrientes adequados podem fortalecer o seu gato se este tiver algumas sensibilidades, como pelagem baça, pele sensível ou tendência para ganhar peso.

Ilustração de tigela de comida para gato

Peso

O teor energético dos alimentos deve ser calculado para garantir que o seu gato mantém um peso saudável.

O médico veterinário assistente será a pessoa indicada para lhe dar as orientações nutricionais que mais  se adequém ao seu gato, mas tenha em consideração que as necessidades do animal mudarão ao longo do tempo. Mesmo um gato adulto saudável pode sofrer várias alterações nas respetivas necessidades nutricionais devido a mudanças no nível de atividade ou estilo de vida.

Pode confecionar comida para o seu gato?

Antes de pensar em confecionar comida caseira para o seu gato, deverá certificar-se de que dispõe dos conhecimentos científicos necessários que lhe vão permitir proporcionar-lhe uma nutrição completa e equilibrada. Depois de consultar um médico veterinário para identificar as necessidades nutricionais do seu gato, é necessário investir em equipamento especial para confecionar a comida para o animal. Para evitar qualquer contaminação bacteriana, é necessário aplicar continuamente rigorosas práticas de higiene.

É preciso também ter cuidado escolher os ingredientes que vai incluir na alimentação caseira do seu gato. Os ingredientes que podem ser considerados nutritivos para os humanos, podem na verdade ser muito tóxicos para os gatos. As cebolas, por exemplo, são uma rica fonte de vitaminas e de potássio, sendo que ambos são de famílias de nutrientes importantes para os animais de estimação, mas são efetivamente tóxicas para os gatos, independentemente de serem dadas cozinhadas ou cruas.

Mesmo aqueles ingredientes que são seguros para os gatos podem ser de inclusão complicada em dietas caseiras, se não se estiver habituado ao processo de confeção. É possível que os tutores dos animais de estimação sintam dificuldade em equilibrar os nutrientes certos, nas quantidades certas, havendo o risco de sobrealimentação ou sub-nutrição, se feito indevidamente.

Os gatos não são como os humanos

Os requisitos nutricionais de um gato não são iguais aos de um ser humano: os gatos necessitam de uma proporção maior de gordura e de proteínas na sua alimentação. A maneira como percecionam, comem e digerem os alimentos também é muito diferente da nossa.

Ilustração de gato a recusar o conteúdo de uma tigela vermelha

Os gatos também podem recusar-se a comer simplesmente porque o alimento é novo, porque não gostam do seu aroma ou se já tiverem tido dificuldades em digeri-lo no passado. Na verdade, em alguns gatos o seu aparelho digestivo reage bem a variações alimentares bruscas. O seu trato digestivo representam apenas 7% do peso corporal comparativamente aos humanos, cujo trato digestivo representa 11% do peso corporal. Isto significa que os alimentos transitam pelo corpo dos animais mais rapidamente, sendo alguns deles menos capazes de tolerar e digerir uma grande variedade de alimentos, sem sentir perturbações gastrointestinais.

A rotina diária de alimentação do seu gato também pode representar um desafio, se lhe der comida caseira. Qualquer comida fresca para gato tem uma vida útil muito mais curta do que a dos alimentos secos e só deve ser mantida no comedouro por um curto período de tempo. Se não for consumida rapidamente, estará a colocar em causa a higiene alimentar, o que pode ser perigoso para si e para o seu gato.

A comida confecionada em casa é adequada para o meu gato?

É possível confecionar em casa comida caseira para  gatos que seja considerada de elevada qualidade. No entanto, encontrar o equilíbrio nutricional correto exige perícia e disponibilidade de tempo.

Em 2013, um estudo analisou 200 receitas de dietas caseiras e determinou que mais de 95% eram deficientes num ou mais nutrientes essenciais. Tal como demonstrámos, essas deficiências podem ter consequências significativas para a saúde dos gatos3.

Embora alimentar o seu gato com carne fresca possa ser satisfatório, o mais importante para o seu gato é o valor dos nutrientes que estará a ingerir. O seu gato depende de si para o alimentar com uma solução nutricional completa e equilibrada, sendo por isso importante ter em consideração todas as necessidades nutricionais únicas do animal antes de escolher um regime alimentar específico.

É possível que opte em vez disso por um alimento comercial já preparado, completo e nutricionalmente equilibrado, como um dos produtos da Royal Canin. Estes alimentos são cuidadosamente preparados seguindo os mesmos protocolos higiossanitários que se utilizam na indústria de alimentos para consumo humano, além de serem feitos à medida e com a máxima precisão para se adequarem à idade, à raça, estado de saúde e ao estilo de vida do seu gato. Muitas vezes, são também uma alternativa mais económica, prática e fácil de utilizar do que a comida caseira para gato.


 

Gato Shorthair Britânico a preto e branco a comer de uma tigela vermelha

Se está a considerar alterar o regime alimentar do seu gato, sugerimos que contacte primeiro o seu médico veterinário, a fim de se certificar de que conseguirá atender com segurança às necessidades únicas do animal.

1 The Cat Encyclopedia, 2017, Royal Canin, pág. 254

2 https://www.petfoodinstitute.org/pet-food-matters/ingredients/all-about-function/

3 Stockman J, Fascetti AJ, Kass PH, et al. (2013) Evaluation of recipes of home- prepared maintenance diets for dogs. J Am vet Med Assoc 2013; 242:1500-1505

  • A saúde através da nutrição
Artigos relacionados
Labrador Retriever adulto numa cozinha a olhar para uma tigela de comida

A comida para o meu cão ou gato é nutritiva?

Gato e cão adultos deitados no chão de uma cozinha

Os motivos pelos quais a taurina é tão importante para os gatos e cães

Fábrica Royal Canin em França

Segurança nos alimentos para animais de estimação: as perguntas que deve colocar aos fabricantes

Pastor Alemão adulto e gato Abissínio em pé a preto e branco sobre fundo branco

A abordagem da Royal Canin à nutrição

Na Royal Canin, centramos os nossos esforços na identificação das necessidades únicas dos cães e dos gatos. Tudo o que fazemos é concebido para criar fórmulas nutricionais personalizadas, de forma a promover a saúde e o bem-estar contínuo dos animais. Saiba mais sobre a nossa abordagem científica à nutrição para animais de estimação.

A nossa abordagem nutricional

Navegar nas nossas gamas de produtos

Cada fórmula Royal Canin foi criada com o objetivo de fornecer nutrição personalizada de acordo com as necessidades do seu animal de estimação, tendo em conta a raça, a idade, o estilo de vida ou as sensibilidades do animal. Navegue pela linha completa de produtos e descubra como podemos ajudar o seu animal de estimação a desfrutar do máximo de saúde possível.

Explorar as gamas