Ajudar os cães e os gatos a terem uma vida mais saudável.

Guia para mudar a alimentação do seu gato

Norwegian Forest Cat sitting in a kitchen eating from a feeding bowl
A introdução de um novo alimento na alimentação do seu gato deve ser gradual, para evitar possíveis perturbações gástricas. Siga o nosso prático guia de sete dias para facilitar a iniciação de uma nova alimentação com a maior segurança para o seu gato.

Porque motivo pode querer mudar a alimentação do gato?

Poderá chegar uma altura em que decida mudar a alimentação do seu gato. Pode haver várias razões para fazer esta transição, incluindo

  • O seu gatinho está pronto para passar para alimentação de adulto
  • Os requisitos de saúde do seu gato mudaram e é necessária agora uma dieta mais especializada
  • Gostaria de fazer a transição para um plano de alimentação húmido, seco ou misto

Hoje em dia, é possível dar alimentos completos e equilibrados, adaptados à idade, ao estado fisiológico e ao estilo de vida do gato, durante toda a sua vida, sem risco de deficiência nutricional. Isso significa que existe cada vez mais probabilidade de os tutores dos animais de estimação alternarem entre produtos alimentares para gatos.

Por que é importante introduzir mudanças na alimentação de um gato com cuidado?

A experiência inicial de determinado tipo de alimento terá um papel importante para os gatinhos na criação de preferências alimentares posteriores. É por isso que é importante descobrir que tipo de alimentação foi dada ao gatinho antes de ir para a sua casa, pois assim adaptar-se-á a um novo ambiente mais facilmente se o alimento lhe for familiar.

Da mesma forma, qualquer mudança alimentar durante a vida do gato deve ser feita gradualmente. Diante de um novo tipo de alimento, alguns gatos podem criar reservas. Este comportamento de fuga é denominado de neofobia. Acredita-se que este comportamento seja uma espécie de proteção contra a ingestão de alimentos tóxicos ou contaminados. É por isso que se recomenda a introdução de novos tipos de alimentos por etapas para reduzir potenciais fatores de stress e não criar aversão aos novos alimentos.

Como mudar a alimentação do seu gato

O ideal é fazer uma transição suave para a nova alimentação do seu gato, ao longo de, pelo menos, uma semana. Desta forma, ajudará a evitar perturbações gástricas, neofobia ou qualquer outro sinal de ansiedade no seu gato.

Comece por introduzir pequenas percentagens do novo alimento, aumentando gradualmente a proporção até que o seu gato faça a transição completa para o novo alimento.

Dia 1 e 2 - 75% do alimento anterior + 25% do novo alimento
Dia 3 e 4 - 50% do alimento anterior + 50% do novo alimento
Dia 5 e 6 - 25% do alimento anterior + 75% do novo alimento
Dia 7 - 100% do novo alimento

É aconselhável seguir a rotina de alimentação regular do seu gato, mantendo os mesmos horários e os ambientes de refeição de modo a minimizar o impacto da mudança e manter o gato sereno durante o período de transição para uma nova dieta.

Mantenha-se atento ao seu gato

Preste muita atenção ao comportamento do seu gato depois de concluída a transição para o novo tipo de alimento. Isto ajudá-lo-á a perceber como é que ele está a reagir à mudança. As melhores dietas refletir-se-ão na aparência, no peso e na qualidade das fezes do seu gato.

  • Saúde digestiva
  • Bem-estar geral

Faça gosto e partilhe esta página

Artigos relacionados
British Shorthair cat lying down on a white rug next to a feeding bowl

Alimentos húmidos ou secos - como alimentar um gato

Siamês adulto de pé a comer de uma tigela amarela num espaço interior.

​O que torna o aparelho digestivo dos gatos saudável?

Adult cat sitting down outside in a garden next to a silver bowl.

Problemas digestivos comuns dos gatos