Vamos falar de Rottweilers

Apesar da sua reputação feroz e do tamanho formidável, o Rottweiler é uma raça leal e dedicada com um temperamento afetuoso, obediente e surpreendentemente carinhoso. No entanto, graças à sua disposição destemida, inteligência natural e estrutura poderosa, são um dos cães de guarda mais populares do mundo. Como tal, os Rottweilers tendem a dar-se melhor com um tutor experiente que consiga assumir o papel de "líder da matilha".

Nome oficial: Rottweiler

Outros nomes: Rottie, Rottweiler Metzgerhund, Cão de Açougueiro de Rottweil

Origens: Alemanha

Rottweiler adulto a preto e branco
  • 2 out of 5
  • 1 out of 5
  • 3 out of 5
  • 3 out of 5
  • 5 out of 5
  • 3 out of 5
  • 2 out of 5
  • 3 out of 5
  • 1 out of 5
  • 2 out of 5
  • 3 out of 5
* Aconselhamos a não deixar os animais de estimação sozinhos por longos períodos de tempo. A companhia pode evitar problemas emocionais e um comportamento destrutivo. Fale com o seu médico veterinário para obter recomendações. Cada animal de estimação é diferente, mesmo que pertença a uma raça; o resumo das especificidades desta raça deve ser considerado apenas indicativo. Para ter um animal de estimação feliz, saudável e bem comportado, recomendamos que o treine e socialize e que supra as necessidades básicas de bem-estar, bem como as necessidades sociais e comportamentais do animal. Os animais de estimação nunca devem ser deixados sem supervisão com uma criança. Entre em contacto com o criador ou o veterinário do seu animal de estimação para obter mais orientações. Todos os animais domésticos são sociáveis e preferem ter companhia. No entanto, podem ser ensinados a lidar com a solidão desde tenra idade. Consulte o médico veterinário ou o treinador para que o ajude a consegui-lo.
Ilustração Rottweiler preto e castanho de lado
61 - 68.5 cm56 - 63.5 cm
43 - 61 kg36 - 45 kg
Dos 8 meses aos 2 anos
Dos 2 aos 5 anosDe 5 a 16 anos
Do nascimento até aos 2 mesesDos 2 aos 8 meses
Rottweiler no ar a correr na relva
1/7

Fique a conhecer o Rottweiler

Tudo o que precisa de saber sobre a raça

Muitas vezes retratado nos filmes e nos média como um cão agressivo ou perigoso, a personalidade do Rottweiler não poderia ser mais diferente na vida real. Embora seja verdade que são fortes e poderosos e que podem ser treinados para enfrentar um criminoso, se necessário, geralmente são uns grandes bonacheirões. Com a orientação certa de um tutor experiente, são cães dóceis, respeitosos e muito carinhosos, que em breve se tornarão companheiros dedicados.

Naturalmente protetor do seu clã, os Rottweilers formam laços muito fortes com as suas famílias humanas. Contudo, como os tutores de cães desta raça poderão atestar, também são muito brincalhões. Gostam de se aconchegar com os seus humanos preferidos e tentarão até sentar-se ao seu colo se o permitir.

Uma das raças mais antigas do mundo, a história do Rottweiler remonta à época romana, quando eram usados para pastoreio de gado. Ataulmente, além de ser um animal de estimação muito estimado pelas famílias, o porte poderoso e volumoso e a inteligência inata do Rottweiler faz com que seja muitas vezes utilizado como cão de guarda. Sempre atento ao que se passa à sua volta, responde bem a situações de trabalho.

Além de ser uma escolha popular na polícia, é frequentemente visto ao lado de guardas de segurança e também é usado como cão de busca e salvamento. Isso contribui, sem dúvida, para aumentar a sua reputação.

Com um tamanho escultural, o Rottweiler é sem dúvida uma visão formidável. Grande, musculado e enérgico, é também um animal muito bonito. Com uma pelagem escura lisa, salpicada de manchas de ferrugem, têm olhos castanhos escuros expressivos e uma cauda poderosa, sempre a abanar.

Outro aspeto a considerar no que toca ao Rottweiler é que precisa de muito exercício. Idealmente, deve ter um mínimo de duas horas de atividade física diária. Sim, pelo menos duas horas. Se mantiver este nível de atividade, bem como o treino certo e socialização, certamente se tornará um membro do seu grupo familiar.

Rottweiler em pé na relva alta
2/7

2 factos sobre os Rottweilers

1. Quebrar mitos

Qualquer comportamento potencialmente perigoso em Rottweilers quase sempre tem origem num mau tutor ou na falta de socialização e treino. Estas são considerações importantes sobre esta raça, especialmente devido à imensa força que têm. Para mais informações sobre o treino do seu Rottweiler, consulte abaixo.

2. A importância da criação 

Durante a década de 90 do século XX, o Rottweiler tornou-se um dos cães mais procurados nos EUA e isso fez com que aparecessem muitos criadores menos éticos, o que deu origem ao aparecimento de animais com problemas saúde e/ou mau temperamento. Vale sempre a pena investir tempo a encontrar um criador respeitado e de confiança.

Cachorro Rottweiler de pé a olhar para a câmara a preto e branco
3/7

História da raça

Uma das raças de cão mais antigas do mundo, o Rottweiler é originalmente descendente do Molossus, um tipo de Mastiff. Nos tempos romanos, esses cães robustos eram usados para pastorear o gado e manter a guarda. Mais tarde, acompanharam as legiões romanas nas suas jornadas épicas pelos Alpes. Quando os romanos chegaram à Alemanha, onde estabeleceram colónias, os seus cães uniram-se e cruzaram-se com as raças nativas. Esse acasalamento resultou no Rottweiler que conhecemos hoje.

Batizado com o nome da pequena cidade de Rottweil, que se tornou um centro de comércio de gado, os cães continuaram o seu trabalho como animais de pastoreio. Foram igualmente adotados pelos açougueiros locais como um cão de tração fiável e ficaram inclusivamente conhecidos como Rottweiler Metzgerhunds (cães de açougueiro).

Mais tarde, no início do século XX, os Rottweilers tornaram-se a escolha preferida da polícia, abrindo caminho para a sua reputação como cão de guarda. Foram oficialmente reconhecidos pelo American Kennel Club em 1931, mas foi apenas depois da Segunda Guerra Mundial que a sua popularidade realmente aumentou. É claro que passaram a ser reconhecidos igualmente como animais domésticos.

Curiosamente, os Rottweilers também estiveram entre os primeiros cães-guia para invisuais e, mais recentemente, têm sido elogiados pelo seu trabalho de busca e salvamento. Hoje em dia, apesar da representação bastante negativa que costumam receber nos meios de comunicação, são um dos cães favoritos entre os amantes de cães de todo o mundo.

4/7

Da cabeça à cauda

Características físicas dos Rottweilers

1
2
3
4
5

1.Cabeça

O crânio é de comprimento médio e mais largo entre as orelhas, com um nariz bem desenvolvido.

2.Olhos

Olhos castanho-escuros, muitas vezes arqueados acima com duas manchas de pelagem cor de ferrugem.

3.Corpo

Corpo poderoso e musculado, com dorso firme e reto e membros posteriores musculosos.

4.Pelo

A pelagem dupla de comprimento médio é grossa e lisa com manchas pretas e castanhas

5.Cauda

A cauda longa e ligeiramente espessa equilibra o impressionante porte da raça.
Dois Rottweilers, um de pé, um deitado, na relva
5/7

Aspetos a ter em consideração

Desde traços característicos da raça a uma perspetiva geral sobre a saúde destes animais, eis alguns factos interessantes sobre o Rottweiler

Cuidado com o desgaste dos membros.

Um dos mais comuns problemas de saúde nos Rottweilers é um problema hereditário chamado "displasia da anca", uma malformação da articulação. Quando esta ocorre, os cães geralmente apresentam sinais de dor ou claudicação numa ou ambas as pernas traseiras, embora isso nem sempre aconteça. Mais tarde, este problema pode muitas vezes dar origem a artrite. No entanto, um criador conceituado irá tirar radiografias aos quadris e cotovelos de todos os cães progenitores, minimizando o risco. Nutrição de alta qualidade, exercícios regulares e manutenção de um bom peso no seu Rottweiler podem contribuir para promover articulações saudáveis.

Podem ainda ser propensos a um problema específico do estômago

Como outros cães de raça grande, os Rottweilers podem correr o risco de sofrer de algo chamado dilatação-torção gástrica (ou "inchaço"). Este problema é potencialmente grave e é provocado pela acumulação excessiva de gás no estômago. Felizmente, existem muitas medidas preventivas que podem ser tomadas. Por exemplo, como este problema pode muitas vezes ser desencadeado por comer e/ou beber muito de uma só vez, a sua alimentação deve ser dividida em várias refeições por dia. Além disso, uma tigela especialmente concebida pode ajudar a abrandar a alimentação. Importante é o exercício do Rottweiler decorrer tanto tempo quanto possível após as refeições. Os sintomas podem incluir um abdómen distendido, salivação excessiva e reflexo de regurgitação. Por conseguinte, uma vez que o tratamento imediato é vital, o seu médico veterinário deve ser consultado de imediato.

Fique atento a quaisquer caroços ou inchaços inesperados

Como todos os cães, os Rottweilers, por vezes, podem desenvolver tumores ou massas no seu corpo. Embora muitas vezes não representem motivo de preocupação, tratando-se, por exemplo, de verrugas, cistos ou nódulos de gordura, podem, em alguns casos, ser "mastocitomas", uma forma de cancro que deve ser tratada o mais rapidamente possível. Os Rottweilers também podem ser suscetíveis a um tipo de cancro dos ossos chamado osteossarcoma, mais comum em raças de cães maiores. Como ocorre com mais frequência na região do ombro, carpo ou joelho, um dos primeiros sintomas costuma ser a claudicação. Portanto, como sempre, é importante estar atento a quaisquer alterações inesperadas no seu cão e, como a deteção precoce é fundamental, quanto mais cedo puder levá-lo ao médico veterinário, melhor.

Dieta saudável, cão mais saudável

Tal como muitos cães de raça gigante, os Rottweilers têm propensão para sensibilidades digestivas, e o seu peso corporal pode criar tensão nas suas articulações ao longo da vida. As necessidades nutricionais dos Rottweilers devem incluir proteínas de alta qualidade e um suprimento equilibrado de fibra alimentar para ajudar a promover uma digestibilidade ideal, bem como glucosamina, condroitina e antioxidantes para ajudar a promover ossos e articulações saudáveis.

Uma fórmula enriquecida com ácidos gordos ómega-3, como EPA-DHA, ajudará a manter a pele saudável, e um conteúdo de taurina adaptado também é importante para promover uma função cardíaca saudável.

Ao escolhes a comida de um Rottweiler, há muitos fatores a ter em conta: a sua idade, o estilo de vida, o nível de atividade, a condição física e a saúde, nomeadamente, potenciais doenças ou sensibilidades do animal. Os alimentos fornecem energia para suprir as funções vitais de um cão. Uma fórmula nutricional completa deve conter um equilíbrio ajustado de nutrientes para evitar qualquer deficiência ou excesso na dieta, que poderão ter efeitos adversos no cão. Como os cães de raças gigantes correm um maior risco de sofrer de uma doença chamada dilatação-torção gástrica (GDV), em que o estômago fica distendido e sofre uma rotação devido ao excesso de gás geralmente causado por excesso de alimentação numa refeição, recomenda-se, enquanto são cachorros, que se divida a dose diária em três refeições e se tente manter essa rotina na vida adulta do animal.
Deve ter sempre disponível
água limpa e fresca. Em tempo quente e especialmente quando estiver a fazer exercício,
traga consigo água para que a possa oferecer com frequência ao seu cão.
As seguintes recomendações destinam-se a animais saudáveis. Se o seu cão tiver problemas de saúde, consulte o médico veterinário que irá prescrever uma dieta veterinária exclusiva.

As necessidades de um cachorro Rottweiler, em termos de energia, proteína, minerais e vitaminas, são muito maiores do que as de um cão adulto. Precisa de energia e nutrientes para manter o seu corpo, mas também para crescer e formá-lo. Durante o crescimento, o sistema imunitário dos cachorros Rottweiler desenvolve-se gradualmente. Um complexo de antioxidantes, que inclua vitamina E, pode ajudar a promover as suas defesas naturais durante este período de grandes mudanças, descobertas e novos encontros. As suas funções digestivas também são diferentes das de um Rottweiler adulto: o aparelho digestivo ainda não está amadurecido, pelo que é importante fornecer proteínas de elevada digestibilidade que serão usadas com eficácia na formação de ossos, tecidos e órgãos. Os prebióticos, como os frutoligossacarídeos (FOS), podem igualmente promover a saúde digestiva, contribuindo para o equilíbrio da flora intestinal. É importante escolher um croquete com tamanho, forma e textura adequados, que seja mais fácil de agarrar.

Os cachorros de raças gigantes, cujo período de crescimento é longo e intenso, são especialmente suscetíveis a problemas esqueléticos e articulares, por exemplo, defeitos nos membros, deformações ósseas e lesões articulares.

A primeira fase do crescimento (até aos 8 meses de idade) está maioritariamente associada ao desenvolvimento ósseo, embora os músculos também comecem a crescer. Os alimentos com um teor calórico adaptado para promover uma taxa de crescimento elevada e, ao mesmo tempo, evitar o ganho excessivo de peso ajudarão a minimizar o risco de peso excessivo. Tenha também em conta que a esterilização é um fator que contribui para o excesso de peso nos cães. Um equilíbrio de energia e minerais (cálcio e fósforo) durante esta primeira fase do crescimento contribuirá para promoção da mineralização óssea de forma a apoiar a consolidação óssea e o desenvolvimento de articulações saudáveis. Embora o teor de cálcio nos alimentos precise de ser aumentado, os cachorros de raças gigantes são mais sensíveis à ingestão excessiva de cálcio. É importante compreender que a adição de quaisquer ingredientes a um alimento com uma fórmula completa para a fase crescimento é, na melhor das hipóteses, desnecessária e, na pior das hipóteses, perigosa para o animal, salvo quando prescrita por um médico veterinário.

Na segunda fase de crescimento, a partir dos 8 meses, uma proteína adaptada e teor de L-Carnitina também contribuirão para o desenvolvimento muscular.

É importante evitar dar comida de humanos ou lanches gordurosos aos Rottweilers durante toda a sua vida. Em vez disso, recompense-os com croquetes retirados da dose de alimentos e siga rigorosamente as orientações de alimentação indicadas no pacote.

Cachorro Rottweiler na relva com brinquedo na boca
6/7

Cuidar do seu Rottweiler

Limpeza, treino e dicas de exercício

Como são cães muito musculados e atléticos, os Rottweilers adultos precisam de muito exercício e interação para se manterem no melhor estado, tanto mental como físico. Para contribuir para libertar um pouco desse excesso de energia e para atingir um estado zen, precisarão de, pelo menos, duas horas de exercício por dia. Idealmente, também beneficiarão de um amplo espaço seguro, onde possam usar toda a sua velocidade e consumir energia. Já que os Rottweilers podem ser tão brincalhões como os cachorros mesmo na vida adulta, irão também adorar brincar no jardim. Gostam ainda de nadar, se houver um lugar seguro onde o possam fazer.

Com a sua pelagem dupla de comprimento médio, o Rottweiler requer escovagem semanal para manter o pelo no melhor estado. Na maior parte do ano, a muda do pelo é bastante moderada, embora possa ser mais percetível nos períodos de perda de pelo sazonais do Rottweiler na primavera e no outono. Prepare-se ainda para uma boa dose de baba. Beneficiarão de banhos regulares; porém, dado o tamanho do Rottweiler, muitos tutores optam por reservar-lhes sessões num profissional de limpeza e cuidados de cães. As unhas do Rottweiler devem ser aparadas sempre que necessário, as orelhas verificadas regularmente e os dentes escovados com a maior frequência possível: pelo menos, duas ou três vezes por semana, mas diariamente, se possível. O segredo aqui é acostumá-los quando são jovens, para que saibam que não há nada a temer.

Desde tenra idade que é importante que o seu Rottweiler reconheça que o seu tutor é o "líder da matilha". Caso contrário, pensará que é ele o "chefe da matilha". Por esta razão, o Rottweiler não é uma boa escolha para tutores que nunca tiveram cães. No entanto, com um humano gentil, mas firme, e o treino certo, o cachorro Rottweiler vai tornar-se um adulto feliz e confiante. Como o Rottweiler tem um instinto natural protetor, é importante socializá-lo desde cedo para que fique à vontade com outras pessoas e com outros animais. Extremamente inteligente, aprende rapidamente e vai aproveitar a estimulação mental das aulas de treino. Para obter os melhores resultados, recorra sempre a reforço positivo e técnicas baseadas em recompensas.

7/7

Sobre os Rottweiler

Fontes
  1. Veterinary Centers of America https://vcahospitals.com/
  2. Enciclopédia de Cães da Royal Canin. Ed. 2010 e 2020
  3. Banfield Pet Hospital https://www.banfield.com/
  4. Livro de Produtos BHN da Royal Canin
  5. American Kennel Club https://www.akc.org/

Gostar e partilhar esta página