Ajudar os cães e os gatos a terem uma vida mais saudável.

Como alimentar um cachorro

Three puppies standing in a kitchen eating from the same silver bowl.
Selecionar o alimento certo para apoiar o seu cachorro no início da vida dele é crucial. Aqui estão os fatores que deve considerar.

Após o primeiro mês de vida do seu cachorro, pode começar o desmame do leite da mãe e mudar para comida sólida. Mas o que deve ter em conta ao escolher o primeiro alimento dele?

Porte e raça do cão

A raça e o tamanho do seu cachorro são dois dos elementos mais importantes a ter em conta quando escolhe o primeiro alimento dele. Muitas raças têm requisitos específicos de energia e saúde, e um alimento adaptado às necessidades nutricionais do seu cachorro, garantirá que obtém tudo de que precisa para ter uma vida jovem e saudável.

O tamanho do seu cão tem uma influência significativa sobre o tipo de alimento de que precisa, e um forte impacto sobre a forma como come, digere e responde a diferentes alimentos. Existem cinco categorias de tamanhos diferentes para cães:

  • Muito pequena - peso até 4 kg quando adulto
  • Pequena - peso até 10 kg quando adulto
  • Média - peso entre 11 kg e 25 kg quando adulto
  • Grande - com um peso de 26-45 kg quando adulto
  • Gigante - tem um peso de mais de 45 kg quando adulto

Certifique-se de que escolhe o primeiro alimento do seu cachorro de acordo com o peso provável quando for adulto (que pode descobrir a partir da raça dele e falando com o seu médico veterinário). O alimento terá sido criado especificamente para satisfazer as necessidades de saúde dos cães nessa categoria, o que significa que estará a dar ao seu cachorro o melhor começo possível.

Borzoi adulto a correr na areia da margem de um rio com um cão preto mais pequeno.

Exigências nutricionais

A energia, manutenção e apoio de saúde específicos que o seu cachorro precisa de receber através da alimentação dependem da raça e do porte.

Os cães pequenos e muito pequenos têm maxilares mais fracos e dentes mais pequenos do que os cães de maior porte, pelo que a sua comida tem de ter o tamanho e a textura corretos para que possam mastigá-la facilmente. Cães como estes também precisam de ser facilmente reidratados durante a fase de desmame.

Os cães médios tendem a passar muito tempo no exterior, pelo que a sua comida tem de fornecer níveis adequados de energia e estimular as suas defesas naturais. Tal inclui a pele e a pelagem, que funcionam como uma barreira importante contra parasitas e doenças.

Os cães grandes e gigantes crescem mais lentamente que os cães mais pequenos e desenvolvem músculos posteriormente na fase de crescimento. Precisam de um alimento que estimule este crescimento sustentado, com uma textura e uma forma adequadas à boca, para estimular a mastigação e retardar a velocidade da refeição.

Pautas de alimentação do cachorro

Uma boa alimentação do cachorro não só consiste em escolher a comida mais adequada para ele, mas também é preciso ter em conta outras coisas e estabelecê-las como rotinas de alimentação do cachorro.

Deve ter um determinado espaço onde comer e descansar?

Sim, desta forma poderá estar tranquilo, sem que ninguém o incomode enquanto dorme, e sentir-se seguro na altura de comer porque está habituado. Este lugar deve ser muito fácil para limpar. Se escolher um lugar cujo chão não pode ser limpo com frequência, como um de madeira, coloque um tapete que possa ser lavado, inclusivamente algum material absorvente que só se use uma vez.

Qual a frequência com que come um cachorro?

Um cachorro recém-nascido come 8 vezes por dia, uma quantidade que vai diminuindo pouco a pouco, de acordo com o seu crescimento, de forma que aos 2-4 meses come três vezes por dia, para passar a duas. Este número de vezes que o cachorro come por dia mantém-se ao longo da vida do cão, mas se tem alguma dúvida sobre a quantidade de vezes por dia que um cachorro come, consulte o veterinário.

Quanto deve comer um cachorro por dia?

A quantidade de comida diária que deve dar ao cachorro depende do tamanho e da idade dele. Recomenda-se seguir as indicações da tabela de racionamento das embalagens, apesar de poderem existir variações em função de cada um. Lembre-se que deve dividir a quantidade total diária pelo número de tomas que lhe dê para que cada ração seja a correta e evitar o excesso de peso. Se ainda assim tiver dúvidas sobre a quantidade de comida que deve comer um cachorro, o veterinário é a pessoa que melhor pode ajudá-lo.

O cachorro deve ter horários de refeições?

É muito normal que o cão mostre um pouco de ansiedade com a comida, pois assim é a natureza dele. Para diminuí-la é bom que o cachorro tenha horários de refeições. Quanto mais rigoroso for com este horário, mais fácil será para o cachorro habituar-se a não pedir comida nos intervalos. Outro horário do cachorro que deve estabelecer é o que diz respeito ao passeio dele, já que se o vai passear imediatamente depois de comer,  aprenderá mais rapidamente a fazer as necessidades fora de casa.

Outras três coisas importantes na alimentação do cachorro

A água é fundamental para todos os processos metabólicos, por isso, o cachorro deve ter sempre água ao alcance dele, limpa e fresca. Isso sim, nunca se deve dar-lhe água demasiado fria porque pode prejudicá-lo.

Quando a dieta do cachorro é equilibrada e completa, isto é, quando tem todos os nutrientes necessários na proporção adequada, não são necessários  suplementos nutricionais, inclusivamente podem chegar a ser prejudiciais.

Tente só dar a comida que seja a dele. Se não fizer isto, depois não se questione porque é que o cachorro não quer comida para cães.

Proteção contra potenciais problemas de saúde

Todos os cachorros têm aparelhos digestivos sensíveis devido à tensão causada pelo crescimento rápido, e este fator pode ser particularmente premente nos cães maiores. O melhor alimento para os cachorros apresenta o equilíbrio nutricional adequado e foi concebido para ser tão facilmente digerido quanto possível.

Os cães mais pequenos podem apresentar problemas dentários, como acumulação de tártaro - e todos os cachorros, independentemente do porte, precisam de manter uma boa higiene dentária. Um croquete do tamanho certo pode ajudar, pois incentiva os cachorros a mastigarem.

Os cães grandes e gigantes correm o risco de sofrer tensão ou stress articular durante a fase de crescimento, uma vez que desenvolvem rapidamente músculos no seu esqueleto de grande dimensão. Como tal, um bom primeiro alimento para estes cães será um alimento que contém nutrientes para suportar a saúde das articulações.

Todos os cães, independentemente do porte, precisam de suporte imunológico entre as quatro e as 12 semanas, período no qual atravessam um “periodo de fragilidade imunitária” - ou seja, não recebem o estímulo do leite da progenitora e ainda não são capazes de manter as suas próprias defesas imunológicas. Seja qual for o primeiro alimento que escolher para o cachorro, deverá ser um alimento que ajuda a estimular o sistema imunitário durante este período crucial.

  • Infância

Faça gosto e partilhe esta página

Nutrição feita à medida para o seu cachorro

Uma gama de fórmulas que ajudam a consolidar as suas defesas naturais, apoiam o crescimento saudável e contribuem para o desenvolvimento do aparelho digestivo.

Produtos para cachorros
Content Block With Text And Image 1
Artigos relacionados
Puppy dog lying down on an examination table in a vets office.

Esgana canina em cães

Adult Weimaraner standing on a beach playing with a Weimaraner puppy.

Quando é que o meu cachorro se torna um cão adulto?

Puppy Saint Bernards sitting together in a field.

As principais etapas do crescimento do cachorro