Ajudar os cães e os gatos a terem uma vida mais saudável.

Benefícios de ter um cão

Se já tem ou decidiu ter um cão, esta decisão traz benefícios ao nível da saúde física, mental e social, principalmente com crianças e pessoas idosas.

Não são apenas os pet owners que proclamam as inúmeras razões para se ter um cão, são também vários os estudos realizados nas últimas décadas sobre a compatibilidade entre o ser humano e o cão.Uma das entidades pioneiras nessa área é o Waltham Center for Pet Nutrition (Centro Waltham para a Nutrição do Animal de Estimação), com sede em Leicestershire, no Reino Unido, em atividade há já mais de meio século.

Há também um grande número de universidades de todo o mundo que já realizaram algum tipo de estudo sobre este tema e em todos os estudos se conclui que os benefícios dos animais para o homem têm impacto tanto na saúde física como mental.

Benefícios de ter um cão ao nível da saúde física

Alguns benefícios de ter um cão são muito fáceis de identificar, por exemplo, a melhoria da condição física do pet owner ao ter de lhe dedicar algum do seu tempo para o passear, outros, porém, podem não ser tão óbvios, como a influência que tem no sistema imunitário e no funcionamento do coração.

Ter um cão melhora a saúde do nosso corpo…

  • Porque melhora a nossa forma física pelo simples facto de o passearmos. Tenha em conta que a recomendação de exercício físico diário para combater o sedentarismo associado ao nosso estilo de vida atual é de pelo menos trinta minutos de caminhada, o que se consegue facilmente quando se tem um cão em casa.

  • Este aumento do nível de atividade física dos pet owners de cães contribui para dados que apontam para uma menor prevalência de excesso de peso em pessoas com animais de estimação face àquelas que não têm animais de estimação. Além disso, não são raros os casos em que o cão acaba por ser um incentivo à prática de exercício físico adicional porque muitas vezes, por exemplo, fomenta idas ao campo ou ao parque durante o tempo livre, bem como a prática de certos desportos, como a corrida.

  • Porque tem uma função preventiva muito importante, uma vez que aumenta a atividade do sistema imunitário, o que nos torna mais resistentes face a possíveis doenças e reduz a sensibilidade aos agentes que provocam alergias.

  • Porque diminui o risco de sofrer um ataque cardíaco e outras doenças cardiovasculares. Isto deve-se ao facto de o simples contacto físico reduzir a pressão arterial sistólica e os níveis de colesterol e triglicéridos. Além disso, já se comprovou que as pessoas que sofrem um ataque cardíaco e que têm um cão apresentam uma taxa de sobrevivência superior à das pessoas que não têm cão.

Benefícios de ter um cão ao nível da saúde mental

Dada a inter-relação que existe entre o corpo e a mente, facilmente se conclui que a nossa saúde mental também melhora pelo facto de ter um cão. Já se constatou que o simples facto de o acariciar ajuda a melhorar o funcionamento do nosso coração, e também nos ajuda a relaxar, a sentir-nos mais alegres e a relacionar-nos com outras pessoas.

Ter um cão melhora a saúde da nossa mente…

  • Porque acariciá-lo reduz o stress. Além disso, um estudo realizado em 2002 na Universidade Estatal de Nova York, nos Estados Unidos da América, concluiu que as pessoas acusam menos stress em momentos de tensão quando os respetivos cães estão junto de si do que na presença de pessoas próximas.

  • Porque reduz o risco de depressão e pode contribuir para uma melhoria mais rápida quando se cai num estado depressivo. Cuidar de um cão desvia o foco de atenção das preocupações pessoais para as preocupações com as necessidades do cão, como os horários das refeições e dos passeios; para não mencionar o amor incondicional que o cão é capaz de dar e o suporte emocional que esse amor acarreta. Também já se comprovou que para alguns pacientes é mais eficaz o contacto com o seu cão do que os antidepressivos porque a relação com o seu animal de estimação aumenta a produção de oxitocina, a chamada “hormona do amor”.

  • Porque ajuda a relacionarmo-nos com outras pessoas. Está demonstrado que os pet owners de cães normalmente são mais extrovertidos, confiam muito mais nas outras pessoas e, regra geral, têm a perceção de que os restantes proprietários de animais de estimação são mais amáveis. Desta forma, passear na rua com um cão fomenta as relações entre pessoas que não se conhecem.

Adult Beagle sitting down on a bed offering a paw to a child while father supervises.

Raças de cão adequadas para crianças

A escolha da raça do seu cão deverá ter em conta vários fatores, nomeadamente o seu estilo de vida. Certas raças são conhecidas por terem características específicas em termos de caráter e comportamento. Entre estas características, inclui-se a adequação a crianças, que também desempenhará um papel no processo da tomada de decisão. No entanto, todos os animais têm os seus próprios temperamentos, por isso, estas características não podem ser usadas como diretrizes definitivas.

As raças de cães podem ser definidas como pequenas, médias, grandes e gigantes. Contudo, o facto de um cão ser pequeno não significa necessariamente que é mais fácil de cuidar. É importante considerar o temperamento geral da raça, bem como o seu porte e os seus níveis de energia. Se tiver filhos com alergias, também poderá pretender uma raça hipoalergénica.

Algumas das raças de cães amigáveis mais populares para famílias são:

  • Golden Retriever: confiantes, inteligentes, gentis, leais e pacientes, os Retrievers adoram brincar com crianças, mas precisam de muito exercício e espaço exterior.
  • Labrador Retriever: conhecidos pelo seu temperamento dócil, os Labrador Retrievers estão entre as raças de cães mais populares há décadas. Precisam de muito exercício para evitar o aumento de peso.
  • Bulldog: para quem procura um cão menos enérgico, os Bulldogs são leais e descontraídos, o que os torna companheiros calmos para as famílias.
  • Beagle: uma raça que gosta de companhia, os Beagles são conhecidos pela sua natureza amigável e amável.
  • Havanês: muito amorosos, os Havaneses são pequenos cães brincalhões e equilibrados, conhecidos por serem, por natureza, extremamente carinhosos com as crianças.
  • Poodle: uma raça hipoalergénica, os poodles podem ter porte grandes e miniatura, e são cães muito inteligentes. Tendem a ser obedientes e recetivos, mas exigem muitos cuidados de limpeza.

Os cães podem ser membros da família extremamente amorosos e carinhosos, tornando-se grandes companheiros das crianças. Ao ensinar às crianças as necessidades do seu novo animal de estimação e a responsabilidade que têm de cuidar do seu cão desde o início, maximizará a oportunidade de criar um ambiente feliz e seguro para o seu novo cão e para os seus filhos.

Faça gosto e partilhe esta página

Artigos relacionados
Adult Dachshund lying down in a living room with people behind.

Ensinar as crianças a cuidarem de um cão

Saber mais sobre raças de cães

Pesquisar raças

Ver todas as raças
Cachorro Dachshund a saltar, a preto e branco sobre um fundo branco